Google pagou quase 6 milhões de euros em recompensas durante 2019

Vitor Urbano
Comentar

A empresa lançou o Google Vulnerability Reward Program em 2010, com o objetivo de oferecer recompensas monetárias a investigadores que descobrissem vulnerabilidades nos seus diversos sistemas. Esta plataforma de recompensas engloba desde o Android, aplicações, até a todos os dispositivos inteligentes da Google.

Numa publicação feita no "Google Security Blog", a empresa revelou que durante 2019 gastaram quase 6 milhões de euros no programa de recompensas. No entanto, é importante realçar também que neste montante estão incluídos 461 mil euros gastos em donativos para várias instituições de caridade.

Google quase duplicou montante gasto em recompensas entre 2018 e 2019

A expansão do programa para muito mais dispositivos presentes no seu ecossistema, fez com que o número de descobertas aumentasse consideravelmente. Em 2018 foram gastos pouco mais de 3 milhões de euros em recompensas, representando assim um aumento de quase 100% em 2019.

Mais concretamente, as recompensas foram pagas a um total de 461 investigadores, sendo que o maior montante pago individualmente chegou perto dos 183 mil euros e foi atribuido a Guany Gong da empresa Alpha Labs.

A Google revelou na sua publicação oficial que pretende apostar cada vez mais numa maior interação com todos os investigadores envolvidos neste projeto, de forma a conseguir aumentar cada vez mais a segurança de todos os seus produtos.

Considerando a constante preocupação da empresa em melhorar a sua plataforma e o exponencial aumento no número de dispositivos inteligentes, espera-se que em 2020 voltem a bater este recorde.

Editores 4gnews recomendam:

  • Google Tradutor conseguirá fazer traduções em tempo real
  • Google Duo: nova funcionalidade dá-te nova forma de "falares" com os teus amigos
  • Google Chrome prepara-se para receber novo visual que deixa utilizadores furiosos
Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.