Google Maps tem o jogo da cobrinha escondido! Aprende a jogar!

Filipe Alves

O Google Maps introduziu o jogo da cobrinha, também conhecido por "Snake" ou "Serpente". O mítico jogo que acompanhou os nossos anos 2000 com um smartphone Nokia.

O jogo chegou ao Google Maps como uma partida do "dia das mentiras", porém, não me entendas mal, podes mesmo jogar o jogo. Não é mentira nenhuma.

GOOGLE Maps snake

O que quero dizer com isto é que o jogo não ficará na aplicação do Google Maps para sempre. Já aconteceu no passado com o jogo PAC-MAN e agora é a vez do jogo da cobrinha.

O que fazer para jogar cobrinha no Google Maps?

Primeiramente confirma que tens o Google Maps instalado no teu smartphone. Confirma também que tens a aplicação na última versão. Só tens de passar aqui na Google Play Store e não teres a indicação de "atualizar". Caso não esteja na última versão, atualiza a aplicação.

Google Maps serpente

Logo depois, abre a aplicação e clica nos 3 traços no canto superior esquerdo. A meio do menu vais encontrar "Jogar serpente". E o resto é conversa. No telemóvel controlas a cobrinha com swipes. Tenho de admitir que não é tão simples quanto teclas. Já se estiveres via PC, só tens de passar neste link e podes começar já a jogar.

O jogo é bastante simples e sem nada demais. Os gráficos são maus e a jogabilidade questionável. Porém, é sempre bom conhecer estes pequenos easter eggs. Ou neste caso, "Dia dos enganos eggs".

O Google Maps começa a ficar cada vez mais sério e com capacidade de mudar o mundo. São estas pequenas curiosidades que levam pessoas que nunca abriram a aplicação a fazê-lo pela primeira vez. Ou seja, este é mais do que apenas um jogo interessante. Esta é uma forma de chamar um novo público para uma das melhores Apps que existe.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.