Google liga Portugal à África do Sul a partir de um novo cabo de internet subaquático

Carlos Oliveira
Comentar

A Google anunciou hoje o seu novo projeto para levar internet aos quatro cantos do mundo. Desta feita, temos o anúncio do Equiano, um cabo subaquático que irá ligar Portugal à África do Sul.

Estamos a falar de um cabo que irá contornar toda a costa africana até à Cidade do Cabo. Terá várias ramificações ao longo do seu percurso, sendo a primeira delas na Nigéria.

Equiano

Essa paragem deve-se precisamente à origem da sua nomenclatura. Esta é a homenagem da Google a Olaudah Equiano, um escritor nigeriano que viveu em escravatura durante a sua infância.

Nova cabo irá oferecer maiores velocidades de internet a esta região

Este novo cabo representará uma grande melhoria na velocidade de internet na região que irá abranger. Segundo a Google, o Equiano será 20 vezes mais veloz que o último cabo do género a servir esta parte do globo.

Para isso contribui a tecnologia de switch ótico por fibra usada neste cabo. Este é o primeiro cabo do género a ser usado para este propósito. Assim, a Google consegue alocar maior velocidade e permite-lhe ainda adicionar novas ramificação assim que estas se provarem necessárias.

Implementação deste cabo subaquático ficará concluída em 2021

A primeira fase do projeto que ligará a Europa a África deverá ficar concluída já em 2021. É nessa data que a Google prevê que o cabo que irá ligar Portugal à África do Sul esteja concluído. Este projeto é resultante de uma parceria assinada com a Alcatel Submarine Networks no final do ano passado.

Este é o terceiro projeto do género desenvolvido pela Google

Este novo cabo de internet, que liga Portugal à África do Sul, é o terceiro cabo internacional a ser implementado pela Google. O anuncio do Equiano surge depois de anunciados os Curie e Dunant.

O Curie viu concluída a sua implementação em abril passado. Este cabo liga o Chile a Los Angeles. Já o segundo (Dunant) deverá ficar online no próximo ano e liga França aos EUA.

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.