Google Fotos: se não queres pagar, esta é a ferramenta mais importante!

Rui Bacelar
Comentar

A menos de uma semana da inevitável atualização ao serviço de backup e armazenamento de fotografias e vídeos na cloud, chega agora ao Google Fotos uma nova ferramenta cuja utilidade aumentará substancialmente ao longo dos próximos meses.

Conforme o anunciado pela Google a 11 de novembro de 2020, a partir do próximo dia 1 de junho de 2021 o armazenamento de conteúdos no Fotos deixará de ser ilimitado. Isto é, todas as novas imagens e vídeos contarão para o limite de 15 GB gratuitos.

O Google Fotos recebe uma ferramenta de gestão do armazenamento

Google Fotos

A partir de hoje o Google Fotos contará com um indicador do espaço sobrante. É uma nova ferramenta de gestão que se revelará cada vez mais útil à medida que continuarmos a usar o plano grátis. A novidade começa hoje a ser distribuída para a aplicação.

Os utilizadores terão assim um sistema de monitorização do espaço livre remanescente, bem como previsões da duração do mesmo com base no tipo de uso pessoal. Além disso, temos agora um sistema mais ágil para libertar algum espaço de armazenamento.

Tal como havíamos dado a conhecer nas últimas semanas, aquando do anúncio destas novidades, estas ferramentas serão úteis e intuitivas. O utilizador poderá encontrar as mesmas nas "Opções" do serviço Google Fotos nas apps para Android e iOS.

Por exemplo, para libertar espaço teremos quatro categorias recomendadas pelo Google Fotos, a saber:

  • Grandes fotografias e vídeo (muito espaço ocupado)
  • Fotografias desfocadas
  • Capturas de ecrã
  • Outras aplicações (que estejam a usar o armazenamento do Fotos).

A 1 de junho opera-se uma mudança substancial no Google Fotos

Será, então, cada vez mais importante saber quanto espaço sobrante temos neste serviço. Ou seja, quantos dos 15 GB ainda temos disponíveis para guardar não só as nossas memórias, como os anexos e correio no Gmail, ficheiros na Drive, etc.

A partir dessa data perderemos a benesse do armazenamento gratuito e ilimitado no padrão de "Alta Qualidade". Por outro lado, tudo o que tiver sido submetido para a plataforma até ao dia 1 de junho não contará para o limite supracitado.

Pode ser dito, portanto, que a alteração à política de funcionamento do serviço não comporta efeitos retroativos. O que lá está guardado, aí continuará, sem alteração. O que lá for guardado posteriormente ao dia 1, aí sim, contará para o limite de 15 GB.

Os utilizadores de smartphones Google Pixel continuarão a poder usar este serviço gratuitamente, ainda que com algumas nuances. Por exemplo, nos modelos mais antigos, esta benesse deixa de ser aplicável.

O leque de ferramentas hoje introduzidas no Google Fotos pretende amenizar o impacto das alterações ao serviço. Ainda assim, podem ver as melhores alternativas, com opções válidas para diferentes tipos de utilizador.

Aos atuais utilizadores do Google Fotos lançamos a questão, tencionam subscrever alguma das modalidades do Google One assim que os 15 GB de armazenamento se esgotarem?

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.