Fitbit Google
Fitbit e Google acabam de celebrar uma parceria entre ambas.

A Fitbit é uma das empresas mais conceituadas no que toca a fitness trackers. Não contente com essa posição, ela quis alargar ainda mais a sua influência neste mercado com a compra da Pebble. Mesmo assim, ela sente que há algo mais que pode ser feito e contará com o apoio da Google para tal.

Embora maioritariamente conhecida pela sua aposta em software, a verdade é que a Google está a olhar para o departamento de saúde com outros olhos. Recentemente surgiu a indicação de que a empresa norte-americana estará interessada na compra da Withings da Nokia.

Vê ainda: Samsung Galaxy A6 e A6+ – As novidades destes smartphones Android

Este é o departamento de saúde detido pela empresa finlandesa desde 2016. O departamento responsável pelo desenvolvimento de wearables como o relógio Nokia Health. Importa realçar que também a Samsung estará interessada na compra deste departamento.

Fitbit e Google querem revolucionar os sistemas de saúde

Mas aquilo que nos traz aqui hoje é a nova parceria celebrada entre a Google e a Fitbit. O entendimento entre ambas as partes foi anunciado no dia de ontem. O objetivo da Fitbit é incorporar a API de assistência média desenvolvida pela Google.

Assim sendo, ambas as empresas pretendem que os profissionais de saúde tenham acesso privilegiado aos dados recolhidos por estes acessórios de fitness. Desta forma, os mesmos poderão traçar um plano de saúde personalizado consoante as necessidades de cada paciente.

Mais ainda, esta troca de informações permitirá obter diagnósticos de doenças de forma antecipada. Assim, os devidos tratamentos poderão ser elaborados em concordância, tentando diminuir os casos que acabam em fatalidade.

Não se ficando por aqui, a Google e a Fitbit querem ainda transformar o setor dos wearables. Para tal, irão unir o know-how de ambas na tentativa de fortalecer a sua presença num mercado cada vez mais em decadência.

Será que iremos ver wearables da Fitbit serem lançados com o novo Wear OS? Ou continuará a empresa a utilizar o seu próprio sistema operativo? Só o futuro é que nos poderá fornecer a resposta para estas e muitas mais interrogações.

Assuntos relevantes na 4gnews:

LG G7 ThinQ revelado em imagens reais antes da sua apresentação

OnePlus 6 será o maior rival para o Samsung Galaxy S9 – Counterpoint

Vídeo mostra-nos o que esperar do design do Apple iPhone SE 2

Fonte | Via

O gosto por tecnologia foi algo que esteve sempre dentro de mim. Com o crescer do mercado dos smartphones, também o meu entusiasmo com os mesmos aumentou. Já nos tempos livres, as séries são o meu principal passatempo.