tablet_pixel_c

 

Quando me encontro em qualquer loja de produtos tecnológicos e olho para as tablets lá expostas, interrogo-me se realmente precisaria de um equipamentos daqueles. Se fosse daqueles que estive muito tempo a ver filmes ou séries, num dia de Inverno na minha cama ou sofá, provavelmente valeria a pena o investimento.

   

Contudo passo bem mais tempo no meu computador, a escrever para vocês, e como tal talvez só um Surface seria verdadeiramente vantajoso para mim. Com a chegada do novo iPad Pro talvez só agora exista um verdadeiro concorrente ao produto da Microsoft, pelas suas dimensões e novas funcionalidades.

Quem poderá também estar prestes a entrar neste gama de tablets mais produtivas é a Google. O AndroidPolice clama ter informações credíveis que dão conta de uma tablet desenvolvida pela Google, com 10.2 polegadas chamada de Pixel C.

Ao lermos esta suposta designação Pixel C, rapidamente nos recordamos dos Chromebooks da gama Pixel, que nos apresentam equipamentos com uma qualidade de construção e usabilidade bastante elevadas. Como tal espera-se que esta nova tablet possua também uma construção metalizada, mas ao contrário dos Chromebooks correrá Android Marshmallow.

Passando agora para o campo das especificações, veremos um ecrã de 10.2 polegadas  com uma densidade de pixels de 308, sem saber ainda qual a resolução exata deste ecrã. Possuirá um processador NVIDIA Tegra X1 quad-core, um GPU Maxwell, 3GB de RAM LPDDR4 e USB Type-C.

Este suposto Pixel C possuirá ainda dois modelos de teclados físicos, um deles em metal e outro em cabedal, que se conectarão à tablet graças a um mecanismo próprio para o efeito e que servirá também como capa para o dispositivo.

Estando agendado para amanhã um evento organizado pela Google, será legitimo equacionar a hipótese de este novo dispositivo vir a ser apresentado amanhã. Contudo acho isso um pouco improvável pelo facto de os rumores em torno desta nova tablet só terem aparecido agora, acreditando que este Pixel C possa vir a ser apresentado apenas em Novembro.

Talvez queiras ver:

O gosto por tecnologia foi algo que esteve sempre dentro de mim. Com o crescer do mercado dos smartphones, também o meu entusiasmo com os mesmos aumentou. Já nos tempos livres, as séries são o meu principal mata-tempo.