Google vai deixar de ouvir o que dizes à Google Assistant durante três meses

Bruno Coelho
Comentar

A Google concordou em suspender a transcrição das gravações da Google Assistant na União Europeia. A medida terá efeito durante três meses, numa altura em que os reguladores alemães se encontram a investigar esta prática.

O comissário da proteção de dados da Alemanha veio a público dizer que a Google está a ser investigada, após as notícias que revelaram que vários funcionários ouvem conversas acidentais gravadas pela Google Assistant.

“O uso de assistentes de voz automáticas de empresas como a Google, Apple ou Amazon está a provar ser altamente arriscado para a privacidade dos afetados”, afirmam os reguladores alemães no seu comunicado.

Problema afeta utilizadores do Google Home e visitantes

Este é um problema que se estende não só a quem tem um dispositivo como o Google Home, mas também aos visitantes de habitações com estes dispositivos. A Google aceitou assim parar, pelo menos, durante três meses com estas transcrições de áudio na Europa, enquanto decorre a investigação.

Google alega apenas ouvir 0,2% de todas as gravações

O porta-voz da Google confirmou a colaboração da empresa no processo em curso. A empresa alega que estas transcrições “ajudam as assistentes virtuais a ser mais inclusivas”, com diferentes sotaques e dialetos. A empresa continua a alegar de que não associa áudio com contas, e apenas são ouvidas 0,2% das gravações totais.

Tal como revelou a investigação do canal belga VRT, esta alegação não é particularmente verdadeira. Foram descobertas 153 conversas gravadas em casos onde nem sequer foram utilizados os habituais comandos “Hey, Google” para ativar a assistente.

Este é um assunto que se estende a empresas como a Apple ou a Amazon. Ambas as empresas têm também funcionários a ouvir uma parcela das conversas dos utilizadores da Siri e Alexa. No mesmo comunicado, os reguladores alemães “convidam” estas empresas a rever as suas políticas em relação a este assunto.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Ultimate Team é o seu atual saco de boxe, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.