Google cumpre imposição da Apple e adaptará as suas apps iOS

Rui Bacelar
Comentar

A Apple obrigou todas os responsáveis pelas aplicações para iOS - sistema operativo do iPhone - a divulgar um relatório de privacidade para que o utilizador saiba exatamente a que tipo de dados uma determinada aplicação tem acesso. Regras que também se aplicam à Google e que têm causado bastante contestação por parte de gigantes como o grupo Facebook.

A medida entrou em vigor a 8 de dezembro e dá aos utilizadores um resumo sucinto com várias informações. É, essencialmente, uma etiqueta de privacidade que aborda pontos como a Localização, Contactos, Fotos, Histórico do browser, entre outros dados.

As novas etiquetas de privacidade da Apple

Até ao momento a Google não havia atualizado as suas apps iOS para cumprir com as novas regras. Por outras palavras, as aplicações da gigante falharam em cumprir a data limite - 7 de dezembro - imposta pela Apple. Agora, vemos a primeira tomada de postura.

Em novembro último a Apple deu a saber o que é que os programadores e responsáveis pelas aplicações tinham que enviar à Apple. O relatório das informações colhidas por cada app, bem como informação conexa e relativa à privacidade do utilizador.

De acordo com a gigante de Cupertino, "A App Store ajudara o utilizador a perceber e entender as práticas de privacidade antes de descarregar e instalar as apps em qualquer plataforma da Apple". Este foi o fundamento fornecido pela empresa de Tim Cook.

Mais informações para o utilizador iOS

A medida colhe críticas positivas por parte de utilizadores em ambos os sistemas operativos. Já para os programadores que queiram submeter novas aplicações para a App Store desde o dia 8 de dezembro, as etiquetas de privacidade são um requisito obrigatório.

Já para as aplicações previamente listadas na loja de aplicações da Apple, mesmo que não tenham ainda fornecido este quesito, continuarão disponíveis para descarga. Entretanto, a Apple incentiva os programadores a cumprir com esta imposição.

Agora, de acordo com a TechChrunch, a Google está pronta para seguir o exemplo das demais e atualizar as suas apps. Note-se que até ao momento corriam vários rumores que apontavam um protesto da Google perante as novas regras da App Store.

A Google acata assim as novas regras da App Store

A publicação supracitada refere que a Google trabalha agora no preenchimento destes mesmos requerimentos. Assim, o utilizador poderá saber quais são os dados colhidos por cada aplicação antes mesmo de instalar a app no seu dispositivo iOS.

O relato aponta ainda que a Google tinha efetivamente atualizado algumas das suas aplicações, no entanto, não submeteu o requerimento até à data definida. As razões para tal prendem-se sobretudo com a interrupção da atividade laboral por ocasião das férias de natal antecipadas para vários dos colaboradores. Agora, resume-se a atividade e dá-se seguimento à atualização.

A data exata para a publicação das etiquetas de privacidade nas aplicações da Google não foi revelada. De acordo com um porta-voz da gigante, o trabalho está a ser feito, mas sem data precisa para o seu término.

Editores 4gnews recomendam:

  • Xiaomi diz que não copiou a Apple. CEO conta a verdade sobre o carregador
  • Xiaomi Mi 10i é oficial: câmara de 108MP num smartphone barato
  • Xiaomi Mi 11 Pro será lançado na Europa com a versão global do Mi 11
Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.