Google Chrome remove temporariamente uma das suas melhores medidas de segurança

Carlos Oliveira
Comentar

Em fevereiro passado, o Chrome mudou a forma como lida com os cookies gerados pelos sites que visitas. Esta medida visa impedir que informações de um domínio deixem de ser acedidas por outro concorrente.

Devido à pandemia do Covid-19, a Google irá suspender temporariamente esta funcionalidade. A razão para tal é prevenir que alguns sites deixem de funcionar durante os tempos difíceis que vivemos.

Google não quer que determinados sites deixem de funcionar

A internet é um poço sem fim de serviços, onde podemos incluir alguns que se têm revelado importantes nos dias atuais. Neste leque podemos incluir bancos, compras online ou serviços governamentais.

Chrome

Visto que alguns deles promovem serviços essenciais para as pessoas em isolamento nas suas casas, a Google não quer privar ninguém de alguns dos exemplos fornecidos. Isto deve-se ao facto de alguns deles necessitarem de cruzamento de dados para funcionarem devidamente.

A Google começou a proibir o acesso a dados de outros sites para aumentar a privacidade dos seus utilizadores. A gigante das pesquisas acredita que o site A não tem que saber aquilo que andaste a fazer no site B.

Quando esta novidade foi anunciada, a norte-americana deu até ao final de fevereiro para todos os programadores implementarem isto nos seus domínios. Visto estarmos já em abril, esta novidade certamente já estava bem estabelecida.

Não sabemos quando é que a Google irá voltar a ativar esta função no seu popular browser. Até que o Covid-19 esteja devidamente controlado no ocidente, não me parece que a Google recue na sua decisão.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.