Google Chrome vai bloquear ‘anúncios pesados’ automaticamente no futuro

Bruno Coelho
Comentar

A Google está a trabalhar numa forma de bloquear ‘anúncios pesados’ no Chrome que possam deixar o browser mais lento. O novo bloqueador pretende ‘apanhar’ os anúncios que possam gastar muita internet ou puxar pelo processador (CPU).

A própria Google chama-lhe ‘anúncios pesados’, e estes continuarão na página com a indicação de que foram removidos. O utilizador poderá ver nos “detalhes”, a razão pela qual a Google possa ter decidido bloquear o anúncio. No exemplo abaixo, o anúncio bloqueado “usa demasiados recursos no dispositivo”.

google chrome anúncios pesados
Anúncio pesado será removido (esq.), e poderás conhecer a razão (dir.)

Que anúncios serão bloqueados

Neste momento a Google anunciou apenas os números em que se vai basear para bloquear os anúncios. Vai basear-se em dois aspetos essenciais: uso do CPU e uso da largura de banda da internet. Em baixo, os números partilhados pela Google em que se vai basear para o bloqueio.

  • 1% de uso da largura de banda (4MB de rede de internet);
  • 1% de uso do CPU por minuto (60 segundos de CPU).

Estes serão os números usados inicialmente como base para acionar o bloqueador de anúncios. No entanto poderão sofrer alterações com o tempo. A diferença entre este bloqueador e o normal do Chrome, é a preocupação com os anúncios que ocupem muitos recursos, podendo manter-se os ‘leves’.

Ainda não há data para a chegada deste 'ad blocker' ao Chrome

Neste momento a Google encontra-se a desenvolver este bloqueador no Chromium. Isto significa que ainda não temos dados de quando poderá chegar ao Chrome, e a todos os utilizadores. O projeto ainda está numa fase embrionária, e levará no mínimo uns meses a ser concluído.

Embora seja uma solução interessante, devemos ter em conta que o Chromium é um terreno de testes. Ou seja, a Google pode abandonar o projeto antes de este ver a luz do dia (ou do Chrome).

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Ultimate Team é o seu atual saco de boxe, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.