Google Chrome receberá funcionalidade antivírus para PC´s Windows

Carlos Oliveira
Google Chrome Windows
Google Chrome quer agora prevenir a entrada de vírus no teu Windows

O Google Chrome é atualmente o browser mais popular e mais utilizado em todo o mundo, seja em PC`s Windows ou até mesmo no setor dos smartphones. Ao longo dos anos a gigante das pesquisas tem vindo a criar um leque de serviços cada vez mais completos que têm prendido muita gente dentro do seu pequeno ecossistema.

Consequentemente, a aprimoração de todos estes serviços é constante de forma a que a sua qualidade suba cada vez mais. A próxima novidade trará ao seu browser Google Chrome funcionalidades de antivírus, mas apenas para computadores com Windows, com os Mac e Linux a ficar de fora.

Vê ainda: eSIM – mas afinal o que é e para que serve esta nova tecnologia?

Há uma nova funcionalidade para o Chrome que já começou a ser silenciosamente distribuída no mês passado. Este browser é agora capaz de detetar quando alguma das suas definições é alterada de forma automática, sem a intervenção do utilizador.

Isto acontece especialmente quando instalamos um qualquer programa no nosso computador e o mesmo altera de forma autónoma, por exemplo, a página principal do browser. Pois bem, este tipo de manobra passa agora a ser monitorizada pelo próprio Chrome e quando voltares a abrir o mesmo serás notificado e questionado se pretendes reverter as alterações.

Para o futuro está prometida a implementação de uma funcionalidade que em muito se assemelha a um qualquer antivírus para o teu PC Windows. Denominada de Chrome Cleanup, a empresa afirma que a mesma será capaz de detetar programas suspeitos ou indesejados no teu PC.

A empresa de Mountain View terá trabalho em conjunto com a empresa ESET para o desenvolvimento desta nova funcionalidade. No entanto, é a própria Google a frisar que a mesma não dispensará a instalação de um software de antivírus no teu PC.

Quererá o Google Chrome ser um concorrente direto ao antivírus do teu PC Windows?

Mas é este último ponto que levanta algumas questões relativamente ao seu funcionamento. Irá o mesmo pesquisar em todas as diretorias do teu PC para tentar descobrir programas que não deveriam lá estar? Ou o mesmo irá limitar a sua busca aos programas que são descarregados pelo próprio Chrome?

O certo é que o Google Chrome não é propriamente dos browsers mais leves do mercado e a implementação desta nova funcionalidade certamente terá repercussões na quantidade de RAM alocada para ele.

Visto deste prisma, levanta-se uma séria questão de até que ponto poderá esta nova funcionalidade ser benéfica para o utilizador, em especial para aquele que possui um computador Windows com menor capacidade de processamento.

Outros assuntos relevantes:

Huawei Mate 10 Porsche Design – A beleza repete-se este ano!

Depois do Moto M, este é o novo Motorola Moto Green Pomelo da Lenovo

Samsung Galaxy A5 (2018) e Galaxy A7 (2018) completamente revelados

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.