Google prepara-se para dar uma atualização considerável ao Google Home

Vitor Urbano
Google Lenovo Smart Display 4gnews Google Assistant Alexa
Família Google Home vai receber novo membro com Google Assistant para fazer frente ao Echo Show da Amazon

Depois de ter visto o mercado das smart speakers e smart displays dominado pela Amazon e a sua Alexa em 2017. A Google decidiu virar completamente o jogo e assumir a liderança em 2018, com o sucesso inegável do Google Home e da Google Assistant.

Desde o início do ano que as colunas inteligentes equipadas com a Google Assistant têm dominado as vendas, deixando a Amazon "abandonada" na segunda posição. A grande aposta da gigante de Mountain View na sua assistente virtual está a revelar excelentes resultados. Depois de conquistar o mercado de smart speakers, poderá agora "atacar" outro dos produtos da Amazon, o Echo Show.

Vê ainda: Android. Google Pixel 3 XL já anda nas ruas do Canadá

Os apelidados smart displays são na sua essência uma natural evolução das colunas inteligentes. Uma vez que acabam por juntar o melhor dos vários segmentos tecnológicos. Este novo produto poderá apresentar-se quase como um Google Home "2.0", colocando à disposição a Google Assistant, uma coluna potente e um ecrã de alta definição.

Até agora a empresa havia permitido que outras fabricantes apostassem neste mercado utilizando a sua assistente virtual, mas parece que estão finalmente preparados para tomarem de forma definitiva a liderança neste mercado que tem apresentando um crescimento incrível.

Família Google Home vai ganhar novo membro com ecrã e Google Assistant

Estamos perante mais uma batalha entre duas gigantes por um novo mercado emergente. Pouco tempo depois da Amazon ter lançado o Echo Show no mercado a empresa de Mountain View decidiu remover o suporte do YouTube para todos os dispositivos da Amazon. Agora, com o lançamento do Google Smart Display a empresa vai certamente ter uma importante arma contra a Amazon.

O ecossistema da Google vai conseguir oferecer aos utilizadores uma experiência de utilização única. Visto que consegue oferecer de forma perfeita a integração do YouTube e Spotify. Ainda mais, com o serviço Chromecast consegue ainda fazer uma interacção perfeita entre o Google Smart Display e smartphones.

Tendo como exemplo os actuais smart screens que têm a assistente virtual, o seu calcanhar de Aquiles é sem dúvida a ausência da Play Store. Sem uma loja de aplicações, os utilizadores acabam por não conseguir tirar o máximo proveito das capacidades da assistente virtual.

JBL Smart Display Google Assistant Google Home Amazon Alexa 4gnews

Esperemos então que a empresa tenha isso mesmo em consideração. Melhorando todo o software Android Things OS para o seu novo smart screen. Assim vai conseguir oferecer o máximo de versatilidade possível aos utilizadores.

Novo "Smart Display" deve chegar para fazer concorrência direta ao Echo Show da Amazon

De acordo com informações publicadas pela empresa Canalys, a Amazon conseguiu apenas vender 315,000 Echo Shows durante 2017. No entanto, tal como o mercado das smart speakers, também este novo mercado dos smart displays deverá apresentar um crescimento exponencial.

Assim sendo, poderá conseguir entrar neste novo "barco" com um timing perfeito de forma a sair rapidamente à frente da Amazon nesta nova batalha. Vale a pena relembrar que em conjunto, o Google Home e Home Mini, foram as colunas inteligentes mais vendidas de 2018 até à data.

Google Lenovo Smart Display Google Home 4gnews Echo Show

Ao que tudo indica, o novo Smart Display deverá ser apresentado antes de ter início a época natalícia. Por isso, este poderá ser mais um dos novos produtos a acompanhar o lançamento dos novos smartphones Pixel 3.

Editores 4gnews recomendam:

Mensagens Android: Faz o download da nova versão e ativa o ‘Dark Mode’

Android. Nokia 9 já tem data de apresentação oficial

Assim poderá ser o primeiro smartphone dobrável da Samsung

Fonte | Via

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.