Google Assistant no Android fica mais inteligente com esta novidade

Bruno Coelho
Comentar

Tem o nome de código “Guacamole”, e é uma funcionalidade que promete melhorar a qualidade da utilização de muitos utilizadores da Google Assistant em smartphones Android. Isto porque evita que tenhas de dar o habitual comando “Hey Google” antes de realizar certas ações.

Se já usas seriamente a Google Assistant no teu Android, sabes que esta te permite silienciar alarmes ou atender chamadas. Contudo, o comando “Ok Google” tem de ser dito primeiro.

O desenvolvimento desta funcionalidade continua enquanto escrevemos, mas o Android Police revela que já se encontra ativa. Isto para quem tenha a versão beta (12.5) da app da Google em smartphones com Android 11.

Google Assistant dará opção evitar comando "Hey Google" para certas ações. Crédito: Android Police

Para tal, é necessário ir às Definições da app, e vês os dados das imagens acima. Aí podes ativar os atalhos de voz, que faz com que deixes de ter de dizer o “Hey Google” para determinadas ações.

Por exemplo, para silenciar um alarme passas a ter de dizer apenas “Stop” ou “Snooze”. Já no caso das chamadas, é simplesmente dizer “Answer” ou “Decline”. Isto é algo que não é propriamente novo para quem tem outros produtos Google.

Se tal como eu tens um Nest Hub na mesa de cabeceira, sabes que este é fantástico quando toca a alarme. Isto porque para o calares basta dizer a palavra mágica “stop” sem mais porquês. É muito bom ver esta novidade a chegar aos smartphones.

Será certamente implementada de forma gradual. Caso não tenhas a versão beta, terás certamente de esperar algumas semanas até ficar disponível no teu equipamento.

Editores 4gnews recomendam:

  • Xiaomi Mi MIX Fold mostra resistência surpreendente em teste
  • WhatsApp lança a funcionalidade que não sabias que precisavas
  • MacBook Air colorido? Como seria o portátil da Apple com ideologia do iMac
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.