Google arrepende-se e Gmail Go deixa de ser compatível com outros smartphones Android!

Filipe Alves
Comentar

Ainda ontem falamos que a aplicação da Google, Gmail Go, estaria disponível para instalação em todos os smartphones Android. Contudo, parece que não demorou muito tempo até que a Google retirasse essa possibilidade da Google Play Store.

Aliás, na altura de escrita daquele artigo foi presumido que a atualização poderia chegar de forma faseada a muitos utilizadores, porém, hoje confirma-se que a Google decidiu retirar a possibilidade de instalar a aplicação em qualquer smartphone Android.

Google já não permite instalar o Gmail Go no teu smartphone Android

Google Gmail Go

Ou seja, tudo continua como estava. A aplicação Gmail Go funcionará apenas para smartphones com Android Go. Ainda assim, foram muitos os utilizadores que conseguiram descarregar a aplicação para o seu smartphone. Veremos até que ponto é que uma APK resolve o problema.

As diferenças de aplicações Gmail são mínimas

Ao contrário de outras Apps "Go", as diferenças de estética e funcionalidades na versão Go são mínimas. Podes não ter, por exemplo, smart composer, porém, tudo o resto é igual. Mesmo no seu User Interface.

Vantagens das aplicações Go

  • São bem mais leves que as Apps "normais"
  • Normalmente gastam menos internet
  • Focam-se nas funcionalidades básicas

Uma das melhores diferenças que podemos mostrar é o tamanho das aplicações. Como referimos, ainda que seja muito idênticas no que toca ao design e funcionalidades, o Gmail Go tem menos de 10MB, já a aplicação do Gmail ocupa uns monstruosos 250MB.

Esperemos que a Google se lembre de voltar a trazer o Gmail Go para todos os smartphones Android. Até porque é uma opção viável que muitos utilizadores preferem.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.