Google permitirá aplicações independentes no Android Wear 1.0 em breve

Carlos Oliveira
Google Android Wear
Google Android Wear

O mercado dos wearables sofreu um grande impulso à cerca de dois anos, mas daí para cá tem vindo a cair constantemente. As marcas já não estão a apostar tão constantemente neste tipo de gadgets, ainda que empresas como a Google marquem presença no mercado com o seu Android Wear 2.0.

Esta versão do sistema operativo da empresa foi oficializada em maio de 2016, mas demorou imenso tempo a chegar aos gadgets suportados. Alguns bugs obrigaram a empresa americana a adiar constantemente a disponibilização deste software mas, inevitavelmente, este acabou por chegar aos dispositivos compatíveis.

Vê ainda: Xiaomi Mi A1 poderá ser um Android One com excelentes especificações

Uma das novidades deste Android Wear 2.0 é a possibilidade de correr aplicações independentes do teu smartphone. Uma funcionalidade bem interessante mas que se mantém inacessível aos detentores de um smartwatch com a versão original do SO. Mas este problema será resolvido em breve.

Asus ZenWatch 2

A Google anunciou que irá mudar algumas políticas no Google Play afim de permitir ao Android Wear 1.0 correr aplicações independentes. Basicamente, a gigante das pesquisas permitirá a todos os desenvolvedores submeter aplicações com múltiplos APK´s.

Em termos práticos, isto significa que os criadores de aplicações poderão incluir duas aplicações num mesmo ficheiro de instalação. Desta forma, irás instalar a mesma aplicação no teu smartphone e no teu smartwatch.

Esta manobra foi levada a cabo para que, em primeiro lugar, seja dada a possibilidade aos utilizadores da versão original do Android Wear de poderem correr aplicações independentes do seu smartphone. Em segundo lugar, é ainda uma tentativa de tornar uma plataforma antiga mais atraente para os desenvolvedores.

Google pretende revitalizar o seu sistema operativo Android Wear

Estas modificações irão ainda repercutir-se nas aplicações listadas na Google Play como "Melhoradas para Android Wear". Esta designação irá desaparecer das aplicações que tenham um sistema de notificações melhoradas para a plataforma wearable sem aplicações separadas e ainda daquelas que que não utilizem a nova política de múltiplos APK.

Se és um utilizador assíduo desta versão do Android Wear, então terás de esperar ainda alguns meses até poderes usufruir destas novidades. As novas políticas da Google entrarão em vigor apenas a 18 de janeiro de 2018.

Embora esta seja uma manobra com excelentes intenções da parte da Google, o seu sucesso estará sempre dependente da aderência dos desenvolvedores. Estando o mercado dos wearables estagnado da forma que todos conhecemos, esta modificação poderá não surtir o efeito desejado pela Google.

Outros assuntos relevantes:

Xiaomi Mi Mix 2: painel frontal é a prova de um “ecrã sem margens”!

Sharp trará novamente smartphones à Europa em 2018

Desabafo de quem quer um Apple iPhone 8 mas não quer gastar 1000€

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.