Google alia-se à SpaceX passando a usar Internet da Starlink no serviço Cloud

Rui Bacelar
Comentar

A Google ganhou uma grande oportunidade de negócio ao ser escolhida para fornecer os serviços de Cloud à SpaceX de Elon Musk, a responsável pelo lançamento de vários satélites cuja constelação fornecerá Internet de alta velocidade a todo o mundo.

O anúncio foi feito pela própria Google esta quinta-feira (14), através do seu blog oficial e comunicado à imprensa. O serviço de Internet por satélite da SpaceX destaca-se por possibilitar uma cobertura verdadeiramente global com velocidades cada vez maiores.

Google e SpaceX de Elon Musk firmam parceria

Google SpaceX Starlink Elon Musk

Fruto deste entendimento, a gigante das pesquisas passará a usar a infraestrutura da Starlink para melhorar a qualidade e o aceso ao seu serviço Cloud. Por sua vez, a SpaceX colocará as estações de serviço da Starlink nos data centers (centros de dados) da Google.

A colaboração resultará num melhor fornecimento de dados, serviços cloud e aplicações aos clientes. Este é o desfecho pretendido ao aproveitar os satélites Starlink em órbita baixa da SpaceX e a infraestrutura da Google Cloud.

O serviço, de acordo com a gigante das pesquisas, estará disponível na segunda metade de 2021 para clientes empresariais.

A Cloud da Google será reforçada com a constelação de satélites Starlink

Google SpaceX Starlink Elon Musk

O entendimento entre ambas as empresas chega numa altura em que a procura pelos serviços de computação baseados na cloud aumenta exponencialmente. Aliás, com entidades como a Microsoft e a Amazon a dominar o setor, o esforço da Google é não só expectável, como perfeitamente enquadrado nas tendências de mercado.

Com várias empresas dedicadas às soluções cloud a sondar também o setor das telecomunicações, graças ao aumento na procura por soluções 5G, a Google tem todos os motivos para querer reforçar a sua posição, agora junto da SpaceX.

A título de exemplo, relembramos que o setor de soluções empresariais de cloud foi responsável por 7% do volume de receitas da Google, de acordo com o seu último relatório fiscal.

Noutra tónica, em outubro último foi a vez da Microsoft ser escolhida para um negócio similar pela SpaceX. Com efeito, na altura foi almejada a ligação da plataforma de computação Azure com a Starlink. Agora, a Google torna-se na nova parceira escolhida.

A Internet de Elon Musk abrirá novas possibilidades para a Cloud da Google

Deployment of 60 Starlink satellites confirmed, completing SpaceX’s 10th Starlink mission this year pic.twitter.com/gm7U3qDL44

— Starlink (@StarlinkPage) 4 de maio de 2021

A parceria entre a Google a SpaceX pode resultar em diversos cenários positivos, cumprindo destacar dois pontos:

Em primeiro lugar, a SpaceX irá localizar as estações terrestres Starlink dentro das propriedades de data centers da Google e os satélites da Starlink serão conectados à infraestrutura da Google Cloud.

Isto permitirá que os clientes Starlink tenham acesso à cloud, independentemente de onde estiverem localizados no mundo.

Em segundo lugar, as organizações com grande presença, como agências do setor público ou aquelas que operam em áreas rurais, muitas vezes dependem do acesso a serviços cloud para a gestão dos seus negócios.

A conectividade de satélites em órbita baixa agora oferecida através da SpaceX e Google Cloud proporcionará um caminho para estas organizações disponibilizarem dados e aplicações para as equipas distribuídas por vários países e continentes.

Desse modo, graças à Starlink e às soluções Cloud da Google poderão assim fazê-lo de forma rápida e segura.

Este acesso especial à Internet para a Cloud deverá entrar em operações no final de 2021.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.