Globoplay: nova rival da Netflix já tem data para chegar a Portugal

Bruno Coelho
Comentar

Prepara-te para a chegada de mais uma plataforma de streaming a Portugal. A Globoplay, propriedade do canal brasileiro Globo chega ao nosso país já no próximo dia 14 de outubro com muitas novidades para os fãs dos seus conteúdos.

“Séries originais, novelas clássicas e inéditas, filmes, documentários, desporto, jornalismo, reality shows e variedades são alguns dos conteúdos que vão estar disponíveis no Globoplay a partir do dia 14", escreve a plataforma em comunicado.

Globoplay terá conteúdo on demand e seis canais lineares

Esta afirma-se como uma nova forma de consumo dos conteúdos da plataforma brasileira. E além do seu catálogo on demand (em diferido), os subscritores terão acesso a seis canais lineares: TV Globo, Multishow, GloboNews, GNT, Premiere e VIVA.

globoplay

Tal como se pode ler no comunicado, os utilizadores poderão usar a plataforma no smartphone, tablet, Smart TV ou computador. Um pormenor interessante é que os fãs poderão “assistir a uma oferta selecionada de novelas inéditas simultaneamente com quem está no Brasil”.

“Estamos muito felizes de finalmente apresentar o Globoplay para os portugueses. Já temos uma forte conexão com a nossa audiência devido às histórias que contamos juntos há tantos anos no país. O Globoplay chega para trazer uma nova experiência para esse público”, nota Raphael Corrêa Netto, diretor de Negócios Internacionais da Globo.

Esta plataforma de streaming não se encontra apenas disponível no Brasil, tendo também chegado aos Estados Unidos em 2020. Em outubro aterra em Portugal e noutros países da Europa “rumo à consolidação da marca no exterior”.

Além de Portugal, a plataforma vai também chegar a países como Espanha, França, Alemanha, Reino Unido e Itália. Para saberes mais, consulta o site oficial da Globoplay.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.