Geekbench vai remover smartphones da Xiaomi após nova polémica

Carlos Oliveira
Comentar

Tal como demos a conhecer esta manhã, a Xiaomi está no meio de uma nova polémica relativamente à manipulação de desempenho de alguns smartphones. Tal como a Samsung, a chinesa diferencia o comportamento de algumas apps para obter melhores resultados.

A descoberta foi feita pela plataforma Geekbench e não tardou até que o seu fundador confirmasse aquilo que já todos esperavam. Os smartphones da Xiaomi desaparecerão das suas tabelas.

Geekbench vai remover os smartphones da Xiaomi com manipulação de apps

A notícia foi confirmada à publicação Android Police pelo presidente da Geekbench John Poole. Na sequência das suas descobertas, este será o caminho a seguir pela popular plataforma de benchmarks.

Xiaomi 12 Pro

Poole confirmou que irão analisar quais os equipamentos da Xiaomi envolvidos nesta prática. Aqueles que se provarem fazerem uma diferenciação no desempenho das aplicações serão afastados das tabelas da Geekbench ainda esta semana.

Não foi revelado em que dia será concretizado o afastamento dos smartphones da Xiaomi, nem quais os modelos. Tudo dependerá das conclusões da investigação exaustiva que a Geekbench irá realizar.

Esta servirá para confirmar quais os modelos que adulteram os seus resultados de desempenho. Apenas esses serão afastados, não se sabendo quando ou se voltarão a integrar os rankings desta plataforma.

O primeiro modelo a exibir este comportamento desleal foi o Xiaomi Mi 11, mas já se confirmou que mais modelos estão envolvidos. A publicação Android Police concluiu que também os Xiaomi 12 Pro e 12X apresentam resultados dispares consoante os identificadores das aplicações.

Também aqui confirma-se que a Xiaomi potencia o desempenho dos seus equipamentos quando deteta apps de benchmark ou jogos. Em sentido contrário, estrangula o desempenho de algumas aplicações, como por exemplo Netflix ou Chrome.

Para a Geekbench, este comportamento é classificado como manipulação de benchmark e legitima a sua decisão de remover os smartphones que efetivam esta prática. Resta-nos agora saber, em rigor, quais serão os modelos a desaparecer em breve da plataforma.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.