Fuchsia: Xiaomi, Huawei, Samsung e outras interessadas no sucessor do sistema Android

Filipe Alves
1 comentário

O sistema Fuchsia é, ao que tudo indica, o futuro do sistema Android. Ou seja, eventualmente a Google deixará o sistema Android de lado para nos dar um sistema mais completo, capaz e multiplataforma. Pelo menos essa é a ideia do novo sistema Fuchsia. Funcionar num smartphone tão bem quanto pode funcionar num PC.

A Google abriu a possibilidade a que empresas com interesse no sistema se registassem para que, aos poucos, pudessem começar a trabalhar com a Google em hardware capaz de aguentar com o novo sistema. Pois bem, foram muitos os nomes conhecidos.

Fuchsia

Empresas inscritas para parceria com a Google no Fuchsia

  • GlobalEdge Software
  • Imagination Technologies
  • STMicro
  • Unisoc
  • ARM
  • MediaTek
  • Qualcomm
  • Oppo
  • Sharp
  • Samsung
  • Xiaomi
  • Huawei
  • Sony

Como podes ver, há marcas que são conhecidas no mundo Mobile. Temos a Samsung, Xiaomi, OPPO (que é dona da OnePlus e Realme) ou até a Huawei. Que mesmo impedida neste momento de utilizar os serviços Google registou-se para criar parceira com o sistema Fuchsia.

Fuchsia ou Android? Eis as diferenças

Ainda é cedo para alegar quais são concretamente as diferenças entre os dois sistemas operativos, contudo, já temos ideias base do sistema Fuchsia.

Basicamente, este sistema foi concebido para colmatar os problemas do sistema Android. Primeiramente a nível de fragmentação de sistema e depois a nível de plataformas a utilizar.

Ou seja, o sistema Android é muito porreiro num smartphone, mas um PC Android não é grande "espiga". O mesmo se pode falar dos tablets.

Este é o objetivo do Fuchsia. Trazer um sistema capaz em todo o lado. Que dependa apenas das especificações para se sobressair face outro produto com o mesmo sistema. Isto é, teoricamente um PC seria mais potente que um smartphone, porém, iriam interagir e correr basicamente o mesmo.

Em suma, ainda é cedo para tirar conclusões. Sabemos que o Fuchsia é um sistema que a Google já trabalha há uns anos e promete ser o futuro dos nossos equipamentos. Mas será que consegue cativar todos estes fabricantes como o Android fez?

Editores 4gnews recomendam:

1 comentário
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.