Q founder

Nestes últimos anos, o conceito de smartwatch tem sido adotado pelos vários fabricantes de smartphones e não só. Desde da Apple até à Samsung, todos querem desenvolver e mostrar ao público aquilo que pensam que deve ser o melhor smartwatch possível. Contudo, até ao momento, muitos têm falhado. Mas esta questão acabará por mudar, eventualmente, à medida que os fabricantes melhoram de geração para geração. Mas há quem esteja no negócio dos relógios há dezenas de anos, e quem melhor para saber o que queremos nos nossos pulsos senão uma empresa com dezenas de anos investidos no desenvolvimento de relógios? Porque essas empresas não “evoluem” para novos mercados e começam a desenvolver smartwatches também?

Q Founder 2

   

É exatamente o que a Fóssil está a fazer neste momento com o “Q Founder”, um smartwatch que corre Android Wear. Não se sabem as especificações exatas do Q Founder mas sabe-se que está equipado com algum SoC da Intel e que a Fóssil trabalhou em conjunto com a Intel e a Google para desenvolver o smartwatch. O Q Founder entra também no clube dos smartwatches com o ecrã redondo, “clube” que é constituído pelos smartwatches mais bonitos oferecidos neste momento.

Android Wear

O Android Wear não é um dos sistemas mais desenvolvidos e bem concebidos mas, neste momento, faz aceitavelmente bem o seu trabalho e vai ser compatível com ambos dispositivos Android e iOS. Não deve ser também o objetivo da Fóssil trazer muitas funcionalidades específicas para este smartwatch. Considerando isto, nós, consumidores, não vamos propriamente comprar o Q Founder pelo sistema operativo mas sim pela estética que se tornou algo muito relevante no mundo dos smartwaches, exatamente pelo facto dos mesmos serem considerados peças de joalharia. E, para um fabricante que está dentro do assunto da estética como está a Fóssil, fazer um smartwatch extremamente agradável ao olhar não deve ser tarefa difícil.

Q Grant

De acordo com a Fóssil, o Q Founder vai trazer também distintas watch faces produzidas especialmente para este dispositivo. A Fóssil afirma que o Q Founder vai estar disponível para venda já na época de férias de Natal, com preços a começarem nos 275$ (243€) o que indica que vão existir outros modelos mais caros que provavelmente vão ser constituídos, digamos, por materiais mais premium. O modelo base trará uma bracelete de couro castanho.

Q Grant 2

A Fóssil não vai simplesmente passar para o “lado moderno” por completo. Vai também como que cruzar os dois lados, o moderno e o clássico. Para realizar esta tarefa lançou hoje também outros dispositivos que nos revelam o melhor dos dois lados. O Q Grant é um relógio com design clássico mas que incorpora todos os sensores para recolher dados que serão usados em aplicações de fitness e luzes LED para alertar o utilizador de qualquer notificação do seu smartphone. O Q Reveler e o Q Dreamer são basicamente fitness trackers, sendo a única diferença entre eles o género, masculino ou feminino, a que são dirigidos.

O Q Grant custará entre 175$ (155€) e 195$ (172€) enquanto o Q Dreamer e Reveler custará cerca de 125$ e estarão todos disponíveis já a 25 de outubro. Esta ação por parte das empresas “clássicas” de começarem a fabricar smartwatches é muito interessante e pode de certa forma incentivar os fabricantes tecnológicos a melhorarem os seus smartwatches.

Talvez querias ver:

Via9to5Google
FonteFóssil
Membro do 4GNews há já 1 ano e estudante no 12º ano. Se bem me lembro , comecei a interessar-me por smartphones e outras coisas desde o momento que consegui perceber do que realmente se tratavam! Tive imensa sorte e encontrei este site, mandei um email e aqui estou a escrever para a 4GNews - um site originalmente PORTUGUÊS.