Fitbit recolhe 1,7 milhões de smartwatches por perigo de queimaduras

Mónica Marques
Comentar

A Fitbit está a recolher 1,7milhões de unidades do seu smartwatch Ionic devido ao risco de queimadura.

Na origem desta decisão está o problema de sobreaquecimento da bateria detetado em alguns modelos que podem levar a lesões preocupantes para o utilizador.

Bateria sobreaquece e há relatos de queimaduras de segundo, terceiro e quarto grau

Fitbit Ionic
O smartwatch Fitbit Ionic ainda está à venda em Portugal por um custo a começar nos 268 euros

A Fitbit está a recolher, a nível global, 1,7 milhões de unidades do seu smartwatch Ionic. Tal está a acontecere depois de um parecer emitido pela agência norte-americana para a segurança de produtos de consumo que alerta para o problema de sobreaquecimento da bateria que pode levar ao risco de queimaduras no utilizador.

De acordo com a agência norte-americana, a bateria de iões de lítio do wearable não preenche todos os requisitos de segurança, podendo sobreaquecer e provocar lesões preocupantes nos utilizadores. Por essa razão, aconselha a que todos deixam de usar de imediato este smartwatch, em específico.

Esta autoridade dos Estados Unidos da América afirma ter recebido 115 relatos de utilizadores que afirmam que a bateria aqueceu em demasia, sendo que em dois casos os utilizadores sofreram mesmo queimaduras de terceiro e quatro grau e que em quatro outros casos há relatos de queimaduras em segundo grau.

A Fitbi terá vendido um milhão destas unidades do Ionic nos Estados Unidos da América e 693 mil nos restantes mercados.

Fitbit já reagiu em comunicado

Fitibit Ionic
O Fitbit Ionic além das modalidades desportivas conta também com vários recursos direcionados para a saúde

Entretanto, a empresa já reagiu a esta situação num comunicado oficial, no qual pede aos utilizadores que devolvam à marca o smartwatch Ionic. No comunicado pode ler-se para os utilizadores entrarem "em contacto com a Fitbit para devolverem o dispositivo e terem acesso a um reembolso de 299 dólares".

Num gesto de recompensa, a Fitbit também irá fornecer a estes utilizadores um cupão de desconto de 40% em equipamentos selecionados da marca. Importa destacar que os utilizadores afetados por esta situação e que residam fora dos EUA recebem o equivalente a 299 dólares na sua moeda local, no caso da Europa o valor será de 270 euros.

Saliente-se que a devolução e respetivas compensações estão limitadas a quatro variantes do Fitbit Ionic que têm os seguintes números de modelo: FB503CPBU, FB503GYBK, FB503WTGY e FB503WTNV.

Desde dezembro de 2021 que a Fitbit deixou de fornecer este modelo às lojas, no entanto muitas inclusive plataformas online têm ainda o smartwatch disponível para venda.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.