Torneios de FIFA 19 Ultimate Team "trocam as voltas" aos profissionais

Vitor Urbano

Sendo o simulador de futebol mais popular do planeta, também os torneios de FIFA são extremamente populares. Se já assistis-te a algum torneio de FIFA 19 Ultimate Team, certamente que ficas-te de 'boca aberta' quando viste as equipas que os profissionais utilizam. No entanto, isso está prestes a mudar.

A EA Sports decidiu trocar as voltas aos jogadores profissionais e alterar as regras destes torneios. A partir das próximas qualificações do FIFA 19 Global Series Playoffs e do FIFA eWorld Cup 2019, novas regras vão ser aplicadas na construção das equipas. Uma coisa é certa, já não vais ver equipas recheadas de ícones!

FIFA 19 Ultimate Team

Até agora, grande parte das equipas apresentavam os mesmos jogadores, o que não era muito interessante para quem assistia aos jogos. Era muito rara a equipa de um jogador profissional que não contava com um "super" Ronaldo, Messi, Gullit, Eusébio, Cruyff e por aí fora.

Novas regras vão tornar os torneios de FIFA 19 Ultimate Team muito mais interessantes!

De acordo com as novas regras, cada equipa terá de respeitar as seguintes diretrizes:

  • Máximo de 2 ícones.
  • Máximo de 1 jogador com classificação 95+ (não ícone)
  • Máximo de 2 jogadores com classificação 90-94 (não ícone)
  • Todos os restantes jogadores deverão ter uma classificação 89 ou inferior.

Até agora, a comunidade do FIFA 19 parece estar a receber estas novas regras de uma forma muito positiva. Parece óbvio que desta forma, todos os torneios serão muito mais competitivos e interessantes para os utilizadores. Além disso, deverá também ajudar a balancear o equilíbrio entre os jogadores.

Ainda assim, muitos fãs do Ultimate Team já provaram que não será difícil montar uma equipa fantástica seguindo estas novas regras. Mas uma coisa é certa, vamos assistir a uma diversividade muito maior dos jogadores utilizados nos torneios.

FIFA 19 Ultimate Team Dream Team

No entanto, alguns jogadores profissionais já demonstraram o seu desagrado. Ainda que compreendam que estas medidas serão positivas no futuro, o timing não poderia ser pior. Assim como refere Ryan Pessoa, muitos profissionais investiram muito dinheiro para conseguir alcançar a equipa que têm. Apenas por esse motivo, estas alterações parecem ser extremamente injustas.

Na minha opinião, compreendo perfeitamente a posição de Pessoa. Estas são medidas que deveriam ter sido implementadas juntamente com o lançamento do FIFA 19, ou então apenas quando fosse lançado o FIFA 20. Especialmente quando são aplicadas a um nível competitivo profissional.

Por fim, será interessante ver se a EA Sports vai, ou não, implementar estas restrições também na famosa Weekend League. Certamente que seria interessante ver a Weekend League receber algumas restrições, de forma a tornar toda a competição mais equilibrada.

Mais sobre o FIFA 19 Ultimate Team:

Fonte | Via

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.