Xbox - Gaming - FIFA 18

Infelizmente, FIFA tem sido um dos poucos títulos que tenho tido tempo para jogar em 2017. O FIFA 18 está quase aí e consigo contar pelos dedos das mãos a quantidade de vezes que joguei o jogo referente à época anterior, ainda a decorrer.

Vê também: Doogee ataca com publicidade num jogo da Premier League

   

De facto, e embora jogue cada vez menos como referi anteriormente, FIFA é aquele jogo que gosto de ter por casa, mesmo que só o meu irmão acabe por usufruir dele. O que não gosto tanto é de ter visto Lionel Messi na capa do jogo durante tantas edições do mesmo. Não, não tenho nada contra o jogador, simplesmente não percebo o porquê de não se variar a estrela que vem na capa.

FIFA 18

Felizmente, isso não aconteceu no 17 – dado que quem vinha na parte frontal da caixa do jogo era Marcos Reus – e, felizmente, de acordo com novos rumores, será Paul Pogba a desempenhar esse papel no FIFA 18. Claro está que, todavia, tal informação não foi ainda confirmada pela EA Sports, pelo que teremos de assumir que se trata de um rumor, pelo menso para já.

Caso se confirme, bom, então Pogba parece uma escolha simpática dado que estamos a falar de um dos jogadores mais icónicos do momento, nomeadamente devido à sua transferência de Turim para Manchester no verão passado, pelo valor mais caro da história do futebol.

Seja como for, só para terminar, ainda me lembro das verdadeiras capas de FIFA nas quais apareciam dois jogadores, um deles inerente a todos os países do mundo e um segundo que variava consoante esse. Simão Sabrosa, Ricardo Quaresma e Nani, por exemplo, foram alguns que recordo agora.

Pensas que Paul Pogba terá sido a melhor escolha ou optarias por outro jogador? Deixa a tua opinião nos comentários!

Outros assuntos relevantes:

Rocket League: nova atualização do jogo fica hoje disponível!

Jogo Indie do mês: 7 Days to Die, o verdadeiro jogo do The Walking Dead!

NBA 2K18: Sabe mais sobre edição especial e data de lançamento

ViaEurogamer.pt
FonteSegmentnext

Desde cedo comecei a interessar-me pelo que podia fazer no computador. Porém, a grande paixão surgiu com o primeiro telemóvel e complementou-se com os smartphones. Nada há a dizer, são simplesmente fantásticos e úteis em todo o tipo de situações.