Facebook quer criar o seu clone da rede social Clubhouse

Rui Bacelar
Comentar

O Clubhouse é a mais recente sensação entre as redes sociais. Trata-se de uma aplicação exclusiva para iOS, ainda em fase Beta e cujo registo só é possível mediante convite. O conceito tem gerado bastante tração e já atraiu a atenção do Facebook.

A rede social de Mark Zuckerberg deverá clonar as suas funções e caraterísticas, oferecendo-as a todos os seus utilizadores. Em si, a Clubhouse pode ser descrita como um híbrido entre a Twitch e o Spotify, mas permitindo apenas o streaming de áudio nas salas.

Facebook criará a sua alternativa à rede social Clubhouse

Segundo avança o The New York Times, a rede social de Mark Zuckerberg já trabalha afincadamente na sua alternativa ao Clubhouse, aproveitando o facto de estar só estar disponível para iOS e, mesmo assim, mediante convite.

Será um clone da plataforma criada por Paul Davidson e Rohan Seth em março de 2020 como meio de expressão e partilha de conteúdos de áudio. A explosão de popularidade ocorreu após Elon Musk, Jared Leto e outros astros a divulgarem.

Com um novo "player" no mercado das redes sociais, os executivos do Facebook terão ordenado o estudo, desenvolvimento e criação de uma plataforma em tudo similar. De acordo com a fonte, o Clubhouse do Facebook já ganha forma.

A equipa de Experiências e Novos Produtos do Facebook

A tarefa terá recaído sobre o departamento do Facebook encarregue de criar novos projetos, grupo que já trabalhou com aplicações de podcast, de viagens e até de música. Agora, estará concentrada em criar a sua própria rede social dedicada ao áudio.

Colhendo também o testemunho de Emilie Haskell, uma porta-voz do Facebook, a empresa está sempre a explorar novas formas de melhorar a comunicação entre as pessoas e criar outras opções de interação através dos seus serviços.

Note-se que esta não será a primeira instância em que o Facebook assimila, ou imita uma função popular das plataformas rivais. O caso mais gritante foi o clone das funções do Snapchat para o Instagram, materializando-se nas Stories para esta rede social.

Entretanto, as Stories chegariam também ao Facebook e ao WhatsApp, assumindo aí a nomenclatura de Estado, ou Status.

Mais recentemente o Facebook copiou o formato do TikTok com os Reels do Instagram. Isto para ilustrar que a rede social não se coíbe de imitar e replicar o que de melhor os seus concorrentes diretos oferecem para manter os seus serviços atrativos.

Mark Zuckerberg já participou numa sala de Clubhouse

Mais recentemente o próprio CEO do Facebook terá participado numa sala de Clubhouse intitulada de "Good Time". Tratava-se de uma sala onde eram feitas entrevistas noturnas como parte de um programa já bem estruturado nesta rede social.

Nessa instância, Zuckerberg discorreu sobre a realidade virtual e aumentada, o futuro destes dois pilares, bem como o futuro da sua empresa. Para Mark, terá sido uma oportunidade de exploração das capacidades e níveis de interação na Clubhouse.

Por fim, também o Twitter estará a estudar uma implementação similar à da Clubhouse, chamada Spaces ou espaços. O nome é bastante similar às Salas do Clubhouse, sendo provável que o Facebook siga o mesmo rumo.

Em síntese, contamos com vários clones desta nova rede social a serem disponibilizados em tempo recorde.

Editores 4gnews recomendam:

  • Facebook vs Apple. A verdadeira estratégia de Mark Zuckerberg
  • Facebook, WhatsApp e Instagram nunca foram tão populares!
  • Facebook pode estar a seguir-te mesmo quando estás offline. Eis como impedir!
Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com a atualidade tecnológica na 4gnews. Email: ruibacelar@4gnews.pt