Facebook irá lançar uma secção de notícias até ao final do ano

Carlos Oliveira
Comentar

Um porta-voz do Facebook confirmou à CNBC que a rede social passará a contar com uma secção dedicada a notícias. Esta deverá ficar disponível no outono deste ano.

A ideia é providenciar aos utilizadores do Facebook um local onde possam aceder a notícias credíveis. A secção de notícias terá lugar de destaque na rede social, sendo que o seu atalho deverá ficar lado a lado com o Messenger, Vídeos ou Marketplace.

Facebook estará já em conversações com grandes nomes da imprensa mundial

De acordo com um relatório do Wall Street Journal, o Facebook encontra-se em negociações com publicações como ABC News, The Washington Post e Bloomberg. A ideia é que a rede social possa usar as suas peças na sua secção de notícias.

Para tal, a empresa de Mark Zuckerberg irá pagar 3 milhões de dólares por ano para licenciamento. Esta elevada quantia monetária mostra que o Facebook está empenhado em trazer grandes nomes do jornalismo para a sua rede social.

O porta-voz do Facebook recusou-se a comentar esta possibilidade levantada pelo Wall Street Journal. Mais publicações podem estar na mesa de negociações, mas para já os pormenores são escassos.

Mark Zuckerberg já havia dado a entender esta medida

No passado mês de abril, o CEO do Facebook havia deixado uma pista para a possibilidade de a rede social criar um local dedicado a notícias credíveis. Há data, Zuckerberg havia dito que achava importante ajudar os utilizadores do Facebook a encontrar notícias em que pudessem confiar.

Esta seria uma forma de tentar afastar o fantasma que paira sobre a rede social de que esta seja um veículo de notícias falsas. Um tema que saltou para ordem do dia depois da polémica eleição de Donald Trump como presidente dos EUA, em 2016.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.