Este smartphone tem um local interessante para a câmara frontal!

Filipe Alves
Comentar

A ZTE preencheu uma patente de um smartphone que encaixa a câmara frontal do smartphone no local bem interessante. Em vez de o introduzir dentro do ecrã de forma invisível, como temos visto nos últimos tempos, este equipamento dar-nos-á um pequeno buraco no ecrã.

Porém, não esperes um buraco idêntico ao que temos nos Samsung Galaxy S10 ou nos novos Huawei. O terminal oferecerá um pequeno buraco entre a informação de sistema e da operadora.

Exemplo da patente do smartphone

Exemplo da patente do smartphone da ZTE

A patente da ZTE descreve um smartphone com um pequeno orifício que encaixará no canto superior direito. A ideia passa por nos dar um local para a câmara frontal, porém, não interromper ecrã útil na utilização do smartphone.

Uma ideia engraçada que pode perfeitamente funcionar. Pelo menos até que alguma fabricante nos dê um equipamento com uma câmara de qualidade dentro do ecrã.

Esta tecnologia permite ainda que a ZTE crie um smartphone com margens pequenas. Tanto na parte inferior como superior. Não temos ideia que terminal será este e se virará realidade.

Patentes são isso mesmo... patentes!

Lembro que uma patente não garante que o dispositivo será construído. Em vez disso, temos a informação que a marca está a trabalhar e trabalhou numa nova tecnologia. Uma tecnologia que para eles é tão importante que valeu a pena patentear para se salvaguardarem dos concorrentes.

Patente ZTE

Pessoalmente até gosto da ideia. Não sou o maior fã de um pequeno buraco no ecrã, porém, se esse buraco ficar no canto superior perto da operadora não vejo grandes problemas.

Claro que tudo isso terá de valer uma câmara com qualidade. Lembro que os sensores dos smartphones são pequenos, todavia, não são tão pequenos para serem introduzidos num espaço tão pequeno quanto aquele.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.