Este é o plano da Huawei para combater a Google Play Store

Filipe Alves
Comentar

Escusado será dizer que a Huawei já teve dias melhores. Por muito que a marca queira lançar smartphones para o nosso mercado, a ausência da Google Play Store e serviços Google, fazem dos seus smartphones menos apelativos.

Só há uma forma de lidar com esta situação. Visto que, para já, não foi encontrada uma maneira de instalar os serviços Google devido ao governo americano, a Huawei precisa mesmo de aumentar consideravelmente a sua loja de aplicações, App Gallery.

Borlas para os desenvolvedores da App Gallery

Huawei App Gallery Google Play Store

Dessa forma, a Huawei anunciou que está prestes a revelar quanto é que tenciona cobrar aos desenvolvedores pela venda das suas Apps. A Apple Store e Google Play Store cobram 30% das vendas de Apps aos programadores. Ou seja, se um programador vender uma aplicação por 1€, só ganha 70 cêntimos.

A Huawei promete criar um incentivo para atrair desenvolvedores. Em certos casos (e por tempo determinado) a Huawei não cobrará nem um cêntimo ao desenvolvedor se a sua aplicação for comprada.

Aplicações de educação

  • 1º ano: 0% para a Huawei, 100% para os desenvolvedores
  • 2º ano: 10% para a Huawei, 90% para os desenvolvedores
  • Depois disso: 20% para a Huawei, 80% para os desenvolvedores

Jogos

  • 1º ano: 15% para a Huawei, 85% para os desenvolvedores
  • 2º ano: 15% para a Huawei, 85% para os desenvolvedores
  • Depois disso: 30% para a Huawei, 70% para os desenvolvedores

Outras aplicações

  • 1º ano: 0% para a Huawei, 100% para os desenvolvedores
  • 2º ano: 15% para a Huawei, 85% para os desenvolvedores
  • Depois disso: 30% para a Huawei, 70% para os desenvolvedores

App Gallery tem muito que crescer para se igualar à Google Play Store

Por muito que a Huawei queira dizer que a App Gallery é grande, está longe de estar preparada para o nosso mercado. Esta loja de aplicações é grande, mas destinada à China, onde a Play Store não pode entrar.

Ou seja, a Huawei tem muito que trabalhar para conseguir criar um verdadeiro concorrente à Google Play Store no nosso mercado. Ainda assim, "tudo se começa pelo início". Este é um incentivo cativante para qualquer desenvolvedor que não precisa de melhorar muito a sua aplicação de forma a coloca-la à venda na loja de Apps da Huawei. Afinal de contas, o que tem a perder?

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.