Estás entusiasmado para o Xiaomi Pocophone F2? Vais ficar triste com esta novidade

Filipe Alves
Comentar

O Xiaomi Pocophone F2 é um dos smartphones mais aguardados do mercado. Isto porque o antecessor lançado em 2018 deu que falar pelo seu preço baixo e excelentes especificações.

Contudo, parece que o Redmi K30 Pro e o Xiaomi Pocophone F2 serão, afinal, o mesmo smartphone com nomes diferentes. Já vimos isso a acontecer com o Pocophone X2 e o Redmi K30.

Xiaomi Pocophone F2 e Redmi K30 Pro serão o mesmo smartphone

Xiaomi Pocophone F1
Xiaomi Pocophone F1

Com esta decisão o mercado deixará de ter dois bons equipamentos a competir num segmento em crescimento. Em vez disso, o Pocophone F2 deverá ser lançado para a Índia, enquanto que no nosso mercado teremos o tal de Redmi K30 Pro.

Isto leva-nos a questionar a estratégia da Xiaomi e das suas submarcas que acabam por não ter a dependência que alegavam ter. Ou seja, a Poco e a Redmi disseram no passado que são empresas independentes da Xiaomi e que apenas utilizam as suas linhas de fabrico.

Se o Redmi K30 Pro e o Xiaomi Pocophone F2 forem o mesmo smartphone, questiona-se a razão de ter duas submarcas que fazem exatamente os mesmos produtos.

Especificações de qualidade a um preço apelativo

O objetivo destes "dois" smartphones será competir num mercado que cada vez é mais competitivo. Um mercado que procura oferecer mais ao utilizador sem gastar tanto dinheiro.

Sabemos que ambos os terminais contarão com processadores topo de gama e que a câmara principal será de 64MP em vez da falada 108MP que incorpora o Mi 10 Pro.

Em suma, se até estávamos entusiasmados com os dois smartphones, parece que não há necessidade para tal. Em Portugal a Redmi deverá ser a escolhida e a submarca Pocophone, a continuar este caminho, será descontinuada em breve.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.