Estás a pensar montar um PC gaming? Preços vão subir em breve!

Abílio Rodrigues
Comentar

A tarefa de montar um computador dedicado a videojogos não foi fácil em 2020 graças à escassez de stock. Esta foi provocada por impedimentos de fabrico com origem na pandemia e consequente exploração da oferta de mercado por parte de scalpers que inflacionaram os preços.

Segundo indicações de algumas companhias 2021 não vai ser mais fácil, com perspetivas de subidas de preços em quase todos os componentes informáticos.

A Asus já recorreu às redes sociais para informar os seus clientes de que terá de subir os preços de placas gráficas e motherboards devido a complicações logísticas e tarifas de importação. Outras marcas concorrentes, como a MSI, Gigabyte ou EVGA estão até já a subir os preços desde o último trimestre de 2020.

Pandemia faz subir preços dos componentes

Subida de preços dos componentes PC

O responsável pelo marketing técnico da Asus explicou que as alterações aos preços do material informático vão começar já no início de 2021. Juan Jose Guerrero III justifica a decisão com o elevado custo das despesas operacionais e subida continuada dos impostos sobre a importação.

Esta notícia acaba por não apanhar ninguém de surpresa e é provável que venha a afetar outros componentes como dispositivos de armazenamento ou fontes de alimentação.

No entanto é provável que os consumidores sintam uma diferença mais considerável em peças como placas gráficas uma vez que a sua procura é bem mais elevada que o restante material informático.

Será claro para todos que a pandemia global que vivemos neste momento tem enorme impacto nos preços de vários tipos de produtos. A menor frequência de viagens internacionais por via aérea faz subir as despesas com a logística e a produção está diminuída devido aos confinamentos que ainda se impõem um pouco por todo o mundo.

Marcas podem estar a aproveitar a situação

Há também quem aponte o dedo às marcas, afirmando que a atual conjuntura é a desculpa perfeita para fazer subir os preços especialmente porque com mais gente em casa tem crescido a procura por componentes informáticos.

Seja como for, a primeira metade deste ano avizinha-se complicada em termos de preços mas espera-se que com o aproximar do verão a situação comece a regressar a alguma normalidade.

Talvez nessa altura comece a surgir mais stock de produtos com a consequente redução de preços fruto de maior oferta. Caso se venham a confirmar as melhores previsões cá estaremos para ver se os preços regressam também à normalidade.

Editores 4gnews recomendam:

Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.