Ao efetuar uma compra através dos links deste artigo, o 4gnews pode ganhar uma comissão. Conheça o nosso processo de seleção de produtos.

Esta é a próxima trotinete elétrica barata da Xiaomi

Bruno Coelho
Comentar

A Xiaomi já mostrou no passado que é uma das marcas mais importantes no mercado de trotinetes elétricas. E já prepara aquela que será seguramente uma das suas próximas trotinetes baratas.

Uma das últimas certificações obtidas pela fabricante chinesa revela que esta se encontra a preparar o lançamento da Xiaomi Electric Scooter 3 Lite. Este novo modelo já foi certificado pela TÜV Rheinland.

A partilha em questão foi feita pelo habitualmente credível Mukul Sharma no Twitter. Mas infelizmente esta certificação não permite ver as características que farão parte desta futura trotinete elétrica.

Xiaomi Electric Scooter 3 Lite receives the TUV Rheinland certification.#Xiaomi pic.twitter.com/JG6JC7EZRQ

— Mukul Sharma (@stufflistings) 23 de dezembro de 2021

Xiaomi Electric Scooter 3 Lite deve oferecer autonomia a potência inferior

Recorde-se que a Xiaomi já lançou em Portugal a Xiaomi Electric Scooter 3. Como este novo modelo terá o nome “Lite”, será certamente focada em oferecer um preço mais baixo cortando em determinadas características.

Assim podemos esperar que tenha menos potência, e menos autonomia que a Xiaomi Electric Scooter 3. Esse modelo conta com um motor de 600W, e uma bateria de 780 mAh / 280 Wh com autonomia máxima de 30 km.

O modelo que está a ser preparado poderá assim ser uma trotinete ideal para pequenos passeios, e não para se tornar no teu principal transporte em cidade. Nesse caso, Xiaomi Mi Electric Scooter 3 ou 2 Pro continuarão a ser melhores opções. A Xiaomi Electric Scooter 3 pode ser comprada na PCDIGA a 424,90 € à data de escrita deste artigo, e a Electric Scooter Pro 2 encontra-se a 462,90 € nesta loja online.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.