Esta é a bracelete que te permitirá usar o Apple Watch sem lhe tocares

Carlos Oliveira
Comentar

Já te imaginas-te a utilizar diariamente o teu Apple Watch sem ter de tocar no seu ecrã, usando apenas alguns gestos? Pois bem, essa possibilidade está ao teu alcance mudando apenas a bracelete do teu relógio inteligente.

A Mudra Band é o produto que revolucionará a forma como interages com o teu Apple Watch. Desenvolvida pela startup Wearables Devices, esta bracelete arrecadou já o prémio de inovação da CES 2021.

Mudra Band muda drasticamente a forma como usas o Apple Watch

Já vimos vários conceitos e patentes que apontam para a possibilidade de controlar um smartwatch apenas por gestos. Com a Mudra Band, essa possibilidade é agora uma realidade.

Trata-se de uma bracelete, aparentemente convencional, que facilmente pode ser acoplada a qualquer Apple Watch. Disponível em vários tamanhos, é certo que a Mudra Band será compatível com o teu relógio inteligente.

Uma vez acoplada ao Apple Watch, a conexão entre ambos é feita por Bluetooth. A partir daqui, cabe ao utilizador definir gestos a seu gosto para diferentes tarefas.

Mudra Band

Atender uma chamada, iniciar a monitorização de qualquer atividade, parar o despertador ou definir temporizadores fica à distância do movimento de um ou mais dedos. O melhor de tudo, é que és tu quem vai definir que movimento irá despoletar determinada ação.

Como funciona a Mudra Band

Esta inovadora bracelete possui um sensor capaz de detetar sinais elétricos enviados pelo teu cérebro até aos dedos. Através de um algoritmo específico, a Mudra Band conseguirá corresponder esses impulsos ao movimento correspondente.

Cruzando essa informação com os movimentos definidos pelo utilizador, será possível controlar as ações do Apple Watch sem ter de tocar no seu ecrã. Ideal para alturas em que o simples gesto de tocar no ecrã do smartwatch possa revelar-se uma árdua tarefa.

A Mudra Band encontra-se, por enquanto, disponível apenas em fase de pré-compra. O seu preço cifra-se nos 179 dólares e com a promessa de começar a ser enviada em março.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.