Epic Games não poupa nas críticas à Apple e Google pelas suas políticas

Carlos Oliveira
Comentar

As divergências entre a Epic Games e as principais lojas de aplicações não são novas. A primeira sempre se opôs às taxas que tanto a Apple como a Google cobram, algo que levou até ao lançamento do Fortnite, no Android, fora da Play Store.

Mesmo depois de ter recuado e lançado o Fortnite na Play Store, a Epic Games continua a criticar ativamente as políticas das gigantes da tecnologia. Mais recentemente, o seu CEO - Tim Sweeney - acusou as americanas de monopólio e de sufocar a concorrência.

Epic Games

Epic Games critica os entraves que a Apple e Google colocam à concorrência

Nas suas mais recentes declarações, Tim Sweeney acusa a Apple de monopólio na sua App Store. A Google não passou ao lado das críticas, tendo sido acusada pelo CEO de sufocar a concorrência.

No caso da Apple, esta simplesmente proíbe a existência de lojas de aplicações que possam concorrer com a sua. Todos sabemos que a americana tem um controlo muito apertado sobre o que entra nos seus equipamentos, mas a Epic Games não está contente com isso.

Já quando olhamos para a Google, existe espaço para a concorrência, porém, a Epic Games acredita que a gigante americana faz de tudo para a sufocar. Um exemplo disso foi a chegada do Fortnite à Play Store, mas não sem antes ter acusado a Google de praticamente sufocar o seu crescimento autónomo.

Estúdio quer levar a Epic Games Store para o Android

Uma das formas mais ativas que o estúdio teve para combater este monopólio americano foi lançar a sua loja de aplicações. A Epic Games Store está disponível no Windows e macOS, estando ainda planeado o seu lançamento para o Android.

Ciente da dificuldade que é combater a Apple Store e Play Store, a Epic Games teve de apresentar uma vantagem para os programadores escolherem a sua loja. Para tal, estabeleceu uma comissão de apenas 12% sobre as transferências feitas.

A concorrência estabelece uma taxa de 30% que, para a Epic Games, impede que os utilizadores obtenham melhores negócios. Em último caso, isso bloqueia uma melhor concorrência económica.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.