Entregas em casa via drones? A nova patente da Amazon explica como

Os drones começam aos poucos a ser mais relevantes no mundo tecnológico. Embora este tipo de gadgets seja, neste momento, maioritariamente para criação de conteúdo, empresas como a Amazon acreditam que podem fazer mais do que apenas vídeos bonitos.

Submetida em Dezembro de 2015 e revelada há pouco mais de duas semanas, a mais recente patente da Amazon revela um sistema de “colmeia” que permite que os tradicionais camiões e clientes finais possam todos convergir a uma estrutura central de onde os drones também partem autonomamente para entregar mercadorias ao domicílio.

   

Vê ainda: Apple iPhone SE 2017 irá ser lançado já em Agosto

Como exemplifica a imagem abaixo, retirada da proposta, este núcleo central terá uma forma oval.

Esta estrutura permite não só poupar espaço de armazém, tornando as operações mais eficientes, mas também uma aproximação às cidades, reduzindo assim o tempo de entrega.

Será que os drones farão parte do futuro nas entregas?

No entanto, vale a pena recordar que isto é apenas uma proposta de patente e como tal está sujeita a limitações práticas, que neste caso passarão certamente pela legalidade e regulação deste sistema.

Como todos sabemos, o voo de Veículos Aéreos Não Tripulados em zonas urbanas é fortemente regulado, em especial nos Estados Unidos, sendo comum a obrigatoriedade de certas licenças. Neste caso tem a atenuante de serem voos não-supervisionados, que implicam um maior risco de acidente ou avaria.

Esta continua a ser a maior incógnita de qualquer projecto de entrega ao domicilio com o auxílio de drones. Assim sendo, dada a viabilidade do projecto, já se fizeram ouvir alguns críticos que consideram que esta é apenas mais uma manobra da marca para ganhar publicidade de graça.

Lembra-te que esta notícia vem pouco depois de anunciado o primeiro voo da empresa com drones não supervisionados, que foi também acusado de ser apenas uma acção de marketing.

Apesar das críticas, em Portugal, também já foi realizado um voo teste por parte da Connect Robotics em parceria com os CTT e tudo indica que de um ponto de vista técnico, a entrega de mercadorias com recurso a drone é possível. Resta agora saber como é que a legislação vai acompanhar este mercado.

Outros assuntos relevantes:

Razer pode juntar-se ao mundo dos smartphones e fazer frente à Nintendo Switch

LG G4 – Android Nougat está finalmente disponível para o Smartphone

The Walking Dead – 8.ª temporada da série já tem trailer oficial

Escrito para a 4gnews por Pedro Dias, editor do Central Drones. Portal de notícias e guias de drones em português.

ViaGuest Post
FonteCentral Drones
Fundador do projeto 4gnews, sempre olhei para a tecnologia como um pedaço de nós. Desde cedo ligado ao mundo tecnológico, este é literalmente o meu trabalho de sonho. Amante de vinho e apaixonado pelo meu Vit. Guimarães, acredito ainda que todas as nossas acções são o gatilho para o nosso futuro.