Huawei Mate 10 EntireView Display
Huawei Mate 10 com EntireView Display

2017 tem sido o ano em que as mais diversas marcas têm optado por novos ecrãs com margens bem reduzidas. Já vimos a abordagem da Samsung e da LG no que toca a este novo tipo de ecrãs e mais certamente estará por vir. O novo Huawei Mate 10 será o primeiro equipamento da marca com um ecrã de margens reduzidas e que deverá ficar conhecido como EntireView Display.

Se olharmos para os ecrãs dos Galaxy S8 e S8+, a Samsung optou por apelidá-los como Infinity Display. Já no que toca à LG, o novo LG G6 conta com um ecrã FullVision. Também a Apple deverá optar por um ecrã semelhante para o seu iPhone 8 mas, pelo menos por enquanto, não existem pistas de um apelido especifico para o mesmo.

Vê também: Habilita-te a ganhar um Huawei P10 no Patreon da 4gnews

   

Como já o referimos mais do que uma vez aqui na 4gnews, o novo Huawei Mate 10 irá seguir a nova moda do mercado e adotar um ecrã com margens pequenas. E à semelhança das suas concorrentes, a líder do mercado mobile chinês também quererá dar um nome específico ao seu novo ecrã.

Huawei já escolheu o nome EntireView Display para o ecrã do seu Huawei Mate 10

Para que tudo possa correr dentro de todo o tipo de legalidades, a Huawei já registou a marca EntireView Display. O seu nome não nos deixa grandes dúvidas. Este é certamente destinado para um novo tipo de ecrã e nada melhor que o novo Mate 10 para o estrear no mercado.

Este deverá rondar as 6 polegadas, com uma resolução Quad-HD de 2160 x 1440 pixels. O seu aspeto deverá ser de 18:9 ou mesmo de 2:1, por forma a que o mesmo seja um pouco mais estreito que o habitual, tornando-o mais fácil de utilizar.

Huawei Mate 10 terá vários trunfos para abanar com o mercado

À semelhança do que a Samsung faz com a sua linha Note, no caso da Huawei é a linha Mate que nos costuma trazer as principais novidades. Embora a linha P da Huawei seja muito bem acolhida pelos consumidores, na linha Mate a marca esforça-se um pouco mais.

Uma das principais diferenças entre estas duas linhas de smartphone está na bateria. A linha Mate costuma contar com baterias de maior capacidade, o que acaba por ser uma decisão natural dadas as maiores dimensões desta linha de smartphones.


Mas este ano os trunfos do Huawei Mate 10 vão muito para além da sua bateria de maior capacidade. Para além do novo ecrã já aqui descrito, o novo Mate 10 deverá contar com uma Inteligência Artificial própria.

A Samsung fez exatamene a mesma manobra com a apresentação da Bixby juntamente com os Galaxy S8 e S8+. Mas a questão que impera é se existe de facto a necessidade de lançar algo novo quando temos já propostas de outras empresas bem mais preparadas.

Huawei Mate 10 quer combater diretamente com o novo iPhone 8

Declarações do CEO da Huawei já nos deram pistas sobre outras novidades a serem implementadas neste novo phablet. Para Richard Yu, o carregamento rápido e as novas capacidades fotográficas do Huawei Mate 10 serão apenas alguns dos pontos de maior destaque para este novo smartphone.

Já em termos de especificações, estas são as que mais se têm falado para dar todo o poder que desejas de um smartphone topo de gama:

  • Ecrã: 6 polegadas com resolução Quad-HD 2160 x 1440 pixels
  • Processador: Kirin 970 com arquitetura 10nm
  • 6GB de memória RAM
  • 128GB de armazenamento interno
  • Expansão via microSD
  • Nova Inteligência Artificial (AI)
  • Sistema operativo Android 7.1.1 Nougat
  • Interface EMUI da Huawei
  • Câmara traseira dupla – Leica
  • Câmara frontal dupla
  • Leitor de impressões digitais /sensor biométrico

Todas as confirmações chegarão até nós no próximo dia 16 de outubro. Será neste mesmo dia que a Huawei irá subir ao palco, em Berlim, para nos apresentar este novo phablet.

Outros assuntos relevantes:

Nokia 8: aplicação da Câmara confirma dupla-câmara no smartphone

Apple iPhone 8 poderá chegar com dois tamanhos de ecrã diferentes

Xiaomi lidera o mercado de “Wearables” à frente da Fitbit e Apple

Viaphonearena
Fontemy drivers
O gosto por tecnologia foi algo que esteve sempre dentro de mim. Com o crescer do mercado dos smartphones, também o meu entusiasmo com os mesmos aumentou. Já nos tempos livres, as séries são o meu principal mata-tempo.