Empresa cria tecnologia capaz de identificar pessoas pela forma como escrevem no teclado

Carlos Oliveira
Comentar

São várias as tecnologias de autenticação biométrica que já existem no mercado, mas esta dificilmente te passaria pela cabeça. A start-up em causa é a TypingDNA, fundada há quatro anos na Roménia.

Ao que parece, ela conseguiu desenvolver uma Inteligência Artificial capaz de identificar diferentes indivíduos pela forma como estes escrevem. Esta tecnologia aplica-se tanto em computadores como em dispositivos móveis.

Teclado

Como funciona esta revolucionária forma de autenticação

Este género de biometria consegue perceber quando é que uma tecla é pressionada e libertada. Analisando estes dados, esta Inteligência Artificial poderá distinguir quem, exatamente, está a escrever num determinado momento.

Este tipo de autenticação não será tão célere quanto um sensor de impressões digitais ou reconhecimento facial. Afinal de contas, exigirá que tenhas de escrever algo para determinar se és tu quem está atrás do teclado.

TypingDNA já angariou mais de 5 milhões de dólares

Até ao momento, esta start-up já conseguiu angariar 5.25 milhões de dólares para o seu projeto. O seu objetivo é chegar aos 7 milhões de dólares em financiamento.

Este dinheiro será canalizado para desenvolver e expandir esta tecnologia. A TypingDNA pretende levar a sua criação até ao setor financeiro e empresarial, com o intuito de combater a fraude.

O setor da educação também está mira da TypingDNA. Aqui o objetivo é garantir que os estudantes recebam o merecido crédito pelo seu trabalho.

Esta ideia não é nova. Será que terá sucesso?

Um artigo com dois anos de existência da publicação PCWorld demonstra que a ideia da TypingDNA não é pioneira. Segundo o que é referido, a pesquisa nesta área tem já 20 anos.

Aquilo que a tem mantida afastada da realidade é a falta de precisão nos dados recolhidos. Confrontada com estes dados, a TypingDNA diz que a sua tecnologia tem uma taxa de assertividade entre os 99% e os 99.9%.

Estes dados corroboram a desconfiança que este género de tecnologia poderá despertar em ti. Afinal de contas, será mesmo possível identificar com precisão uma pessoa só pela forma como escreve no teclado? Veremos se esta ideia dará frutos.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.