Elon Musk desiste da compra milionária da rede social Twitter

Carlos Oliveira
Comentar

Foi em abril passado que o mundo financeiro e das redes sociais entraram em reboliço com o anúncio da compra do Twiiter por Elon Musk. Os valores acordados envolviam quantias milionárias, em rigor, 44 mil milhões de dólares.

Agora, após algumas dúvidas do próprio Musk, o fundador da Tesla cancelou a aquisição do Twitter. Para este desfecho contribuiu a pouca abertura do Twitter para explicar a combater o fenómeno dos bots presentes da rede social.

Elon Musk acusa Twitter da prestação de informação enganosa

Foi em comunicado à entidade reguladora dos mercados financeiros americana que Elon Musk confirmou a desistência da aquisição do Twitter. Deste modo, o milionário encerra um capítulo que muito deu que falar nos últimos meses.

Twitter

No comunicado, Elon Musk faz sérias acusações à rede social para justificar o recuo neste negócio. São citadas "violações materiais de várias disposições" e ainda "representações falsas e enganosas" da parte dos responsáveis pelo Twitter.

Elon Musk acusa ainda o Twitter de não cumprir com obrigações contratuais inerentes ao acordo de aquisição desta rede social. Por outras palavras, o empresário deita para a rede social as culpas por este desfecho.

Relembro que a polémica estalou quando Elon Musk solicitou informações detalhadas acerca da presença de bots no Twitter. Falamos de contas fantasma e / ou de spam que constituem um flagelo de desinformação por toda a rede social.

Aparentemente, os responsáveis pelo Twitter mostraram pouca abertura para discutir o problema e isso deixou Musk de pé atrás no negócio. Face à constante rejeição de discutir / resolve este flagelo, o negócio foi suspenso até que tudo estivesse resolvido.

Sabemos agora que as preocupações de Elon Musk não foram resolvidas. O resultado é o cancelamento do acordo de aquisição que Musk e a administração do Twitter haviam celebrado em abril.

Twitter quer recorrer à justiça após esta decisão

Obviamente que a decisão tomada por Elon Musk deixou os responsáveis pelo Twitter insatisfeitos. Através da rede social, Bret Taylor afirma que a empresa procurará soluções judiciais para resolver este problema.

The Twitter Board is committed to closing the transaction on the price and terms agreed upon with Mr. Musk and plans to pursue legal action to enforce the merger agreement. We are confident we will prevail in the Delaware Court of Chancery.

— Bret Taylor (@btaylor) 8 de julho de 2022

É intenção da administração do Twitter concluir o processo de venda da rede social nos termos e valores acordados em abril. Com efeito, estão já a ponderar recorrer aos tribunais para que esse objetivo seja alcançado.

Caso Elon Musk não apresente justificações credíveis para o cancelamento do negócio, o Twitter quer ativar a cláusula de rompimento do contrato no valor de mil milhões de dólares. Valor que o empresário certamente irá combater junto das instâncias competentes.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.