Elon Musk, CEO da Tesla, refere que pode estar infetado com o novo COVID-19

Filipe Alves
1 comentário

Elon Musk, CEO da Tesla e Space X, refere que poderá estar infetado com o novo COVID-19. Os sintomas apareceram, os testes foram feitos mas os resultados não são propriamente normais.

Segundo as suas afirmações no Twitter, o CEO da Tesla fez 4 testes para saber se tinha COVID-19. Dois deles chegaram com resultado positivo e outros dois com o resultado negativo.

Elon Musk não sabe se tem o novo COVID-19

Something extremely bogus is going on. Was tested for covid four times today. Two tests came back negative, two came back positive. Same machine, same test, same nurse. Rapid antigen test from BD.

— Elon Musk (@elonmusk) 13 de novembro de 2020

Quando questionado sobre quais os sintomas que tinha. Elon Musk respondeu que tem "os sintomas de uma gripe normal".

Symptoms of a typical cold. Nothing unusual so far.

— Elon Musk (@elonmusk) 13 de novembro de 2020

Felizmente o COVID-19 não ataca da mesma forma agressiva em todas as pessoas. Há pessoas que não têm sintomas, outras que os sintomas são leves e típicos de uma gripe. Contudo, os piores fazem vitimas mortais por todo o mundo.

Elon Musk chegou a menosprezar os problemas desta gripe. Ainda que o CEO da Tesla seja amado por muitos, este foi um ponto onde teve mais "confronto de ideias" com os seus seguidores.

Elon Musk

O CEO da Tesla referia que a economia não podia parar (até porque não lhe dava jeito), contudo, cientistas de todo o mundo referiam que esta gripe era bem mais forte que qualquer outra.

Em suma, lembrem-se das regras que temos de cumprir. Dever cívico de ficar em casa e lembrem-se de manter a distância social sempre que possível. Se tudo correr bem, a vacina está quase a chegar.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.