Elon Musk (CEO da Tesla e SpaceX) quer lançar bombas nucleares para Marte

Filipe Alves
23 comentários

Já não é a primeira vez que Elon Musk, CEO da Tesla e da Space X, diz que uma das formas de fazer de Marte um planeta habitável seria com bombas nucleares.

Lançar bombas para que o impacto fizesse aquecer o planeta e que conseguisse formar mais dióxido de carbono. Contudo, desta vez (assim do nada) publicou na sua conta de Twitter com mais de 28 milhões de seguidores "Nuke Mars" (Nuclear Marte)

T-shirt soon

— Elon Musk (@elonmusk) 16 de agosto de 2019

Teoria de Elon Musk pode não ser a mais correta

Esta medida já foi estudada pela NASA e outros estudos independentes e não acreditam que seja a solução mais viável. Até porque só há apenas 6% de dióxido de carbono em Marte e mesmo com estas explosões o máximo que conseguia aumentar seria de mais 1%.

Elon Musk Marte

Ainda assim é uma das medidas que temos para tentar fazer de Marte um planeta mais idêntico ao nosso. Lembro que o planeta tem quase tudo para ser habitado, porém, falta-lhe o oxigénio, dióxido de carbono. Acredita-se que a água em estado líquido esteja por baixo do solo. Até porque, segundo revelações anteriores, Marte já teve um grande oceano tal como o da Terra.

Depois do Tesla para o Espaço, Elon Musk quer conquistar Marte

Elon Musk Tesla SpaceX

Depois de ter lançado um carro Tesla para o espaço num teste de lançamento do Falcon Heavy, Elon Musk olha para Marte como próximo objetivo.

Já há muito que o ouvimos falar que Marte tem capacidades para ser o nosso segundo planeta, porém, temos de trabalhar em conjunto para que tal aconteça.

Apontou ainda que a Humanidade terá de descobrir maneiras de ser uma espécie interplanetária de forma a conseguir sobreviver a qualquer possível desastre natural. Ademais, referiu que para o bem a Humanidade é bom que consigamos descobrir tecnologia para sair do nosso sistema solar de forma a dar continuidade à espécie Humana.

Editores 4gnews recomendam:

23 comentários
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.