Eis os smartphones Nokia que deverão ser atualizados para o Android Q

Carlos Oliveira
Comentar

O Android Q ainda não tem a sua versão final disponível para o público, mas as marcas já vão revelando os seus planos. Assim sendo, elaboramos uma lista de equipamentos da Nokia que deverão receber o novo sabor do sistema operativo da Google.

  • Nokia 9 PureView
  • Nokia 2.2
  • Nokia 3.2
  • Nokia 4.2
  • Nokia X71
  • Nokia 8.1
  • Nokia 3.1 Plus
  • Nokia 5.1 Plus
  • Nokia 6.1 Plus
  • Nokia 3.1
  • Nokia 2.1
  • Nokia 7.1
  • Nokia 7 Plus
  • Nokia 6.1
  • Nokia 5.1
  • Nokia 8 Sirocco
  • Nokia 1

São, ao todo, 17 os smartphones da empresa finlandesa que deverão receber o Android Q. Temos aqui uma panóplia de equipamentos que abrange os mais variados segmentos do mercado mobile, desde os topos de gama até aos gama baixa.

Android One é o responsável pela quantidade de equipamentos a receber o Android Q

Os smartphones da Nokia distinguem-se dos concorrentes por utilizarem o Android One. Ao fazer uso desta plataforma, a empresa finlandesa garante atualizações de software para os seus produtos, pelo menos, durante dois anos.

Nokia 9

Significa isto que qualquer modelo que tenha chegado ao mercado com o Android Oreo e acima estará na lista para receber a próxima versão do sistema operativo.

Há a possibilidade de modelos mais antigos terem o mesmo direito, mas isso é algo que não podemos atestar no imediato. Para isso, teremos de esperar que a Nokia se pronuncie relativamente ao assunto.

Android Q começará a chegar aos Nokia no final deste ano

A Nokia já confirmou que irá começar a disponibilizar o Android Q para os seus smartphones no final de 2019. Alguns modelos verão adiada para 2020 a sua vez para receber o mesmo software.

Nesse sentido, não nos é possível adiantar já em que data cada um destes modelos irá receber o novo sabor do Android. Certamente nem todos receberão esta atualização ao mesmo tempo.

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.