Eis o suposto preço do Huawei P40! Melhor do que o Samsung Galaxy S20

Filipe Alves
1 comentário

O Huawei P40 e P40 Pro serão revelados de forma oficial num evento online no dia 26 de março. Inicialmente estava previsto o lançamento numa apresentação em Paris, porém, a pandemia do CODVID-19 fez com que os planos se alterassem.

Agora sabemos que os novos terminais serão revelados de forma oficial numa apresentação idêntica ao Mate Xs, ou seja, via Youtube. Os preços dos novos modelos conquistam, isto se a tua questão for entre o Huawei P40 e o Galaxy S20.

Huawei P40 vai começar nos 849€

Huawei P40

Segundo novas informações vindas da Grécia, o novo Huawei P40 chegará às lojas por 849€. Este será o modelo com 8GB de memória RAM e 128GB de armazenamento interno. Lembro que a Huawei utiliza NMCard para expandir a memória, um cartão de memória mais complicado de conseguir e mais caro que o MicroSD.

Outras informações afirmam que o modelo "base" do Huawei P40 terá o valor de 999€. Estas informações chegam diretamente da China e sinceramente não me parece que a Huawei puxe tanto pelo modelo base do P40.

Huawei P40 Pro terá uym preço mais puxado

Já a variante "Pro" não terá um preço tão "acessível" (849€ não são propriamente acessíveis). A mesma fonte grega apontou que o terminal chegará por 1139€. Um preço que já olha diretamente para os concorrentes.

Serviços Google não deverão chegar no Huawei P40

Porém, há um aspeto ainda mais importante nestes smartphones. Falo obviamente dos serviços Google que não deverão chegar instalados no smartphone.

A Huawei já referiu que a sua loja de aplicações está a crescer, todavia, os utilizadores continuarão sem conseguir instalar aplicações como o Gmail, Youtube ou Google Maps.

Até podem instalar esses serviços via APK, mas a Huawei ainda não se esclareceu se tal procedimento altera os termos da garantia do dispositivo.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.