E3: As principais novidades do maior evento Gaming de 2017

Ariano Ângelo
E3 de 2017

A maior feira gaming do mundo com o nome de E3 aconteceu esta semana. Um evento onde algumas das maiores produtoras de jogos e consolas gaming anunciam os seus novos produtos. Este ano, a E3 esteve recheada de novidades.

Como já escrevemos na 4gnews, ojogo Destiny 2 chegará também ao PC e ainda com conteúdo exclusivo para PS4.

A Ubisoft teve uma rica E3. Como já foi dito, esta mostrou o seu Assassin's Creed Origins anunciado pela Microsoft. Mas não se ficou por aí. A Ubisoft revelou ainda o Beyond Good & Evil 2, acredites ou não,passaram quase mais de 10 anos para os fãs poderem usufruir de uma sequela do primeiro título.

O The Crew 2, que será lançado em 2018, e que poderás correr com aviões, barcos e até bicicletas.

A Bethesda demonstrou a sua aposta na realidade virtual com o anúncio do Need for Speed Payback.

Pela mesma empresa tivemos uma nova DLC para o Battlefield 1, chamada In the Name of the Tsar. A DLC oferece um exército Russo, 6 novos mapas e o Women's Battalion of Death. Trailer que podes ver abaixo.

Para terminar, um anúncio que também considero muito relevante e de uma das franquias que mais gosto, a Metro. Estes jogos baseados nos livros de Dmitriy Glukhovskiy relatam a história de um pós-apocalipse nuclear na Rússia onde as pessoas são forçadas a viver nos túneis do metro da cidade.

Não percas: Metro Exodus. Para além de ser uma das minhas franquias mais acarinhadas conta ainda com elementos de uma outra favorita chamada S.T.A.L.K.E.R.

Isto significa que este jogo será baseado na sobrevivência em sandbox, onde tudo está conectado à história principal. O Metro Exodus será lançado em 2018.

Embora não tenha sido uma das melhores E3 de sempre, esta foi focada num futuro onde a Realidade Virtual e o 4K serão o centro das atenções.

Outros assuntos relevantes:

Asus ZenFone 4: o primeiro dos ZenFone 4 será o “MAX”

Microsoft “Modern Keyboard”: O novo teclado com sensor biométrico

Xiaomi: estes são os smartphones que receberão o Android O

Fontes: The Verge