E se o Fortnite nunca tivesse acontecido? Esteve quase a ser cancelado!

Vitor Urbano
Comentar

Com o incomparável sucesso do Fortnite durante os últimos dois anos, hoje em dia é quase impossível imaginar o mundo dos vídeo-jogos sem o popular Battle Royale. No entanto, isso esteve quase a acontecer, de acordo com Rod Fergusson — Diretor de Produção da Epic Games em 2012.

Durante uma entrevista, Fergusson revelou que "se tivesse ficado na Epic, tinha cancelado o Fortnite". Na altura, estava ainda longe do produto final que conhecemos hoje, tendo ainda o nome "Save the World". Ainda que não tenha revelado grandes detalhes, Fergusson afirmou que era um projeto com demasiados 'desafios' por resolver.

Fortnite esteve 'à beira' de ser cancelado

O atual responsável pelo estúdio encarregue do desenvolvimento do novo Gears of War para a Xbox, continua a ser abordado diversas vezes sobre este acontecimento.

Quando é questionado sobre possíveis arrependimentos de ter deixado a Epic Games, passando ao lado do sucesso do Fortnite, a sua resposta é simples. "Se tivesse ficado na Epic, o jogo que adoram, nunca teria existido".

Fergusson revelou que antes de sair da Epic, tentou por várias vezes que o projeto fosse cancelado. Para os milhões de fãs do Fortnite em todo o mundo, a sua decisão de abandonar a Epic Games foi uma 'benção' que permitiu o 'nascimento' de um dos mais populares jogos de sempre.

PUBG

Quam seria o 'Rei' dos jogos Battle Royale?

Caso o Fortnite nunca tivesse sido lançado, parece óbvio que o PUBG iria dominar esta categoria. No entanto, nunca saberemos se a popularidade do modo Battle Royale iria alcançar os níveis atuais, sem o gigante boost do Fortnite.

Muito provavelmente, sem essa viral popularidade, muitos dos jogos com base no modelo Battle Royale nunca teria existido, assim como várias adaptações feitas a alguns dos mais populares jogos FPS de sempre. Por exemplo, o modo BlackOut no Call of Duty e o modo FireStorm no Battlefield.

Grandes novidades chegarão em breve ao panorama competitivo

Enquanto o Fortnite continua com muitos milhões de jogadores ativos todos os dias, a sua vertente competitiva tem sido manchada constantemente por polémicas que envolvem cheaters até nas fases finais dos seus torneios.

Considerando as inacreditáveis quantidades de dinheiro movimentado pelos diversos eventos competitivos organizados pela Epic Games, é triste continuar a ver a sua reputação afetada por diversos jogadores pouco leais.

Para isso, a Epic Games trouxe para a sua equipa Nate Nazner, um dos fundadores da popular Overwatch League. A sua integração é exclusiva para a vertente competitiva do Fortnite. Além de organização e planeamento de torneios, um dos seus maiores desafios será conseguir extinguir finalmente os muitos 'parasitas' que afetam todas as competições.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.