Ducati lançará a sua primeira scooter elétrica em parceria com a Vmoto

Vitor Urbano

A mundialmente conhecida fabricante de motos italiana vai aventurar-se no segmento das scooters elétricas. A confirmação chega depois de a Vmoto ter anunciado oficialmente uma parceria com a Ducati. Em vez de fabricar a sua própria scooter elétrica, a fabricante deu preferência pela criação de uma edição especial de um produto já existente da Vmoto.

A scooter elétrica será a "CUx Special Ducati Edition", que será produzida pela fabricante chinesa, tendo o 'selo de aprovação' da Ducati. Esta poderá ser um teste da gigante italiana, para testar a aceitação de mercado para um produto deste tipo. Ainda assim, esta é uma parceria que surge com alguma surpresa.

Ducati Scooter Elétrica

A Ducati ficou reconhecida pela potência e agressividade das suas motos, o que não coincide com esta scooter elétrica CUx. Mas, esta nova parceria poderá ser o início de uma forte aposta no segmento de veículos elétricos, que poderá expandir-se depois para motos mais potentes.

Porque é que a Ducati se decidiu associar à Vmoto?

A Vmoto é uma das grandes fabricantes mundiais no segmento de scooters elétricas, tendo uma presença enorme na China. No entanto, os seus esforços para expandir o seu negócio já apresentam resultados impressionantes. Durante o primeiro trimestre de 2019, venderam 3,821 scooters nos vários mercados internacionais onde estão presentes. Dessas quase 4 mil scooters, mais de 3 mil foram destinadas aos mercados europeus.

Se a qualidade dos seus produtos já se estava a tornar reconhecido internacionalmente, é impossível negar os números que apresentam atualmente. Para colocar uma melhor perspetiva do seu incrível crescimento, as vendas da Vmoto na Europa cresceram 85% desde o último trimestre de 2018, e uns incríveis 275% ano após ano.

Ducati Scooter Elétrica Vmoto

A scooter elétrica será ideal para deslocações urbanas

No que respeita às especificações do atual modelo CUx comercializado pela Vmoto, também não surgem em concordância com os padrões da Ducati. Em vez de potência, a CUx dá preferência ao conforto e longevidade.

A scooter chega equipada com um motor Bosch de 2,8kW capaz de alcançar uma velocidade máxima de 45 km/h. Esta é uma velocidade bastante baixa, mas que será ideal para todas as deslocações urbanas, onde o limite de velocidade raramente ultrapassa os 50 km/h.

A sua bateria com uma capacidade de 1,8 kWh consegue oferecer uma autonomia de até 75 km. No entanto, certamente que este valor será consideravelmente mais baixo caso seja utilizada maioritariamente na sua velocidade máxima. Com um design simples e discreto, coloca ainda à disposição uma dash cam integrada no seu painel frontal.

Scooter elétrica da Ducati só chegará em 2020

Infelizmente, esta edição especial da CUx não irá chegar aos mercados tão rápido como seria desejado. De acordo com um executivo da Vmoto, a CUx Special Ducati Edition estará disponível no final de 2020. Por isso, ainda têm muito tempo para investir no desenvolvimento da primeira scooter elétrica de luxo da Ducati.

Não foi revelada nenhuma informação sobre o possível preço da nova scooter. Ainda assim, considerando o 'selo de aprovação' da Ducati e a promessa de que será um produto de luxo, é seguro afirmar que chegará com um preço bem acima da média. Independentemente do seu preço, é quase garantido que acabará por ter sucesso, e ajudará também a dar uma maior credibilidade aos produtos da Vmoto.

Editores 4gnews recomendam:

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.