Donald Trump ameaça fechar as redes socais depois da decisão do Twitter

Carlos Oliveira
2 comentários

O Twitter tomou ontem a decisão de classificar as publicações de Donald Trump como potencialmente falsas. Naturalmente que esta decisão não ficaria sem resposta da parte do presidente dos EUA, mas as suas afirmações vão para além do que seria expectável.

Em resposta à decisão do Twitter, Donald Trump ameaça regulamentar ou mesmo fechar as redes sociais. Ele fundamenta esta ameaça com o facto de estas plataformas quererem silenciar as vozes mais conservadoras.

Republicans feel that Social Media Platforms totally silence conservatives voices. We will strongly regulate, or close them down, before we can ever allow this to happen. We saw what they attempted to do, and failed, in 2016. We can’t let a more sophisticated version of that....

— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) 27 de maio de 2020

Fechar as redes socais é a mais recente ideia louca de Donald Trump

Donald Trump é conhecido, desde a sua campanha eleitoral para o cargo que ocupa, como alguém que faz afirmações polémicas. Essa prática manteve-se mesmo depois de assumir a presidência dos EUA e foi isso que motivou o Twitter a classificar as suas publicações como duvidosas.

Desta feita, Donald Trump quer dar uma de ditador ao ameaçar fechar as redes sociais. Importa notar que ele contestou a decisão do Twitter como um atentado à liberdade de expressão, mas a sua recente ameaça pode igualmente ser considerada como tal.

....Twitter is completely stifling FREE SPEECH, and I, as President, will not allow it to happen!

— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) 26 de maio de 2020

Não é de estranhar que muitos utilizadores tenham inundado a rede social com comentários opositores a esta ideia. Em boa verdade, só mesmo Donald Trump para, nos tempos que vivemos, querer fechar um dos meios de comunicação mais usados em todo o mundo.

Também é verdade que muito do que vemos nas redes socais são fake news, mas não é isso sequer que motiva a ameaça do presidente dos EUA. Este é meramente um ato de vingança por aquilo que o Twitter fez e que muitos consideram ter pecado apenas pelo seu timing.

Voto à distância nas presidenciais 2020 é o motivo para esta polémica

Na base desta controvérsia está uma publicação de Donald Trump, onde este critica abertamente a ideia da utilização de um voto por correspondência nas presidenciais americanas, no final do ano. O presidente em funções considerou esta ideia como potencialmente fraudulenta.

Não foi apenas esta publicação que motivou a decisão do Twitter em considerar as publicações de Trump como potencialmente enganadoras. Todo o histórico do presidente contribuiu para isso e a resposta do visado não podia ser mais controversa.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.