Disney+ pode apostar em plano mais barato. Mas há um senão

Bruno Coelho
Comentar

A Disney+ chegou a Portugal em setembro de 2020 com dois planos. Mensalmente o serviço podia ser subscrito por 6,99 €, ou anualmente por 69,90 €. Bastaram apenas alguns meses para a plataforma introduzir conteúdos da Star, e assim aumentar estes preços para 8,99 € ou 89,90 €, respetivamente. Os mesmos mantêm-se até à data.

Disney+ equacionar plano com anúncios incluídos

E se a Disney+ tivesse um plano ainda mais barato? Segundo avança o site The Information, os executivos da plataforma de streaming equacionam um plano abaixo dos 8,99 €, mas há um senão: terá anúncios incluídos.

disney

Este plano poderá chegar tão barato quanto 4,99 dólares nos Estados Unidos. Embora na Europa este tipo de solução ainda não tenha particular expressão, neste país já é uma prática recorrente em alguns serviços do género.

Plataformas como a Netflix, a própria Disney+ ou a Apple TV+ainda não têm planos com anúncios. No entanto, as plataformas de streaming da Paramount, Discovery ou Warner Media já têm soluções deste género.

Na prática, permitem aos subscritores aceder aos conteúdos por valores que chegam aos referidos 4,99 dólares. Mas estes têm de ver anúncios entre conteúdos, o que pode desagradar a alguns consumidores.

Caso esta decisão da Disney+ se venha a concretizar, poderá certamente colocar o mercado cada vez mais competitivo. E posteriormente será uma questão de tempo até a medida se poder transferir para os mercados globais.

Tanto a líder de mercado Netflix como a Apple TV+ ainda não apresentam esta solução, e não existem planos para que tal aconteça. Mas caso a Disney+ avance e tenha sucesso, nada impede as competidoras de fazerem o mesmo.

Estarias disposto a ver anúncios para pagar menos mensalmente pela Disney+?

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.