iPhone 8
iPhone 7

Novo dia, novos rumores. E, mais uma vez, sobre o iPhone 8, ou iPhone X, o smartphone que há cerca de duas semanas tinha um design ainda pouco conhecido e em que ninguém apostava por não haver qualquer tipo de certezas.

Vê também: Xiaomi Mi Note 3 chegará com câmara dupla e ecrã curvo

Pois bem, com o passar do tempo, parece que essa incerteza se vai dissipando rapidamente. Agora, mais do que nunca, vemos que as fugas de informação são sistematicamente semelhantes e que, finalmente, poderemos estar a olhar para o design final do iPhone 8.

   
iPhone 8
Renders do iPhone 8

Com efeito, de acordo com a fonte, confirma-se que o ecrã deste terminal preencherá toda a parte frontal do equipamento, passe a expressão, e que a sua Dual-Câmara na parte traseira estará disposta na vertical. Por outro lado, como seria de esperar, teremos a falta da entrada de 3,5 milímetros.

A dúvida que paira agora no ar, a par de uma fantástica curiosidade, é onde terá ido o leitor de impressões digitais. Bom, é claro que ele poderá ter sido implementado no fundo ecrã, por baixo desse. Porém, tendo em conta a tal curiosidade, o famoso sensor biométrico poderá mesmo ter ido para o botão de desbloqueio do iPhone 8.

Será este o design final do tão aguardado iPhone 8?

Ora, no caso dessa teoria ser verdadeira, percebe-se o porquê da Apple aumentar o tamanho do mesmo – algo que não acontecerá nos iPhones 7S e 7S Plus. Todavia, não será nada satisfatório para quem usar o smartphone com a mão esquerda, como é o meu caso.

É claro que uma pessoa poderá adaptar-se a essa realidade, caso se verifique efetivamente, mas até que ponto será isso algo positivo? É uma questão cuja resposta deverá ser negativa. No entanto, por agora, teremos que esperar por novidades.

Outros assuntos relevantes:

Se o LG V30 for assim digo adeus ao Google Pixel

Apple continua a explorar falhas do Android para atrair novos utilizadores

Queres um OnePlus 5 de forma completamente gratuita?

FonteSlashleaks
Desde cedo comecei a interessar-me pelo que podia fazer no computador. Porém, a grande paixão surgiu com o primeiro telemóvel e complementou-se com os smartphones. Nada há a dizer, são simplesmente fantásticos e úteis em todo o tipo de situações.