(Des)fragmentação: iOS 9 já corre em 84% dos dispositivos Apple

Rui Bacelar

A Apple acabou de anunciar que a nova versão do seu sistema operativo para dispositivos móveis, o iOS 9, já corre em 84% de todos os dispositivos capazes de o receber. Este valor representa um aumento de 7% face ao mês de fevereiro mas apesar destes números serem impressionantes, foram precisos vários meses para atingir este patamar.

A este ritmo, em junho o iOS 9 pode estar presente em 90% de todos os iDevices compatíveis, valor que certamente daria aso a menções honrosas durante a WWDC. Contudo, temos ainda um irredutível grupo de utilizadores com equipamentos mais antigos e que ainda não deram o passo em frente, optando por não instalar o iOS 9.Ao passo que a maioria dos utilizadores de dispositivos móveis da Apple já utiliza o iOS 9, no mundo Android passa-se o oposto. Bem sabemos que os níveis de fragmentação no Android são muito elevados, onde apenas alguns utilizadores privilegiados podem usufruir da mais recente versão do sistema operativo da Google. Um assunto amplamente debatido e cujas causas já foram, por diversas vezes, explicadas.

O facto da Apple ser a única construtora de dispositivos com iOS e a Google disponibilizar o seu Android para milhares de construtoras acarreta inúmeras consequências, sendo a fragmentação uma delas. Um fenómeno que impede os desenvolvedores de controlar eficazmente o comportamento do seu software nas várias versões do sistema operativo e que, por outro lado, restringe a fruição das novidades a um grupo restrito de utilizadores.

Por último, se preferes o sistema operativo Android e queres evitar ao máximo este fenómeno de fragmentação, o meu conselho é simples, compra um dispositivo Nexus.

Talvez queiras ver:

  • Xiaomi mostra-nos como será o futuro Xiaomi Mi Max
  • Umi Touch 2 chegará com processador MediaTek Helio X25
  • Protótipo do Samsung Galaxy Note 6 é referido com ecrã curvo e 4000 mAh de bateria
Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.