Deadpoll chegou ao Fortnite. Vê como o podes utilizar

Filipe Alves
Comentar

O Deadpool chegou de forma oficial ao Fortnite, um dos jogos mais populares do mundo. Já não é a primeira vez que o Fortnite nos dá um vislumbre de super-heróis, aliás, no passado chegamos mesmo a ver o vilão Thanos da Marvel também no jogo.

Além disso, nos últimos dias foi também revelado o guarda-chuva de Kingsman, um guarda-chuva que te protege das balas dos inimigos.

Como conseguir ter o Deadpool no Fortnite

Jogar com o Deadpool não é tão simples quando escolher a skin e começar a jogar. Em vez disso, terás de conseguir encontrar as armas do Deadpool e passar numa cabine telefónica no iate para mudares o teu out-fit. (podes ver no vídeo abaixo)

Este iate foi totalmente remodelado para a personagem do Deadpool. Um local que vale a pena visitar, mas que tens de ir preparado porque não serás o único a lá estar.

Tens ainda a possibilidade de comprar o pacote de personalização do Deadpool que conta com uma motorizada, chimichanga, a marreta da personagem e ainda a pinhata "dragãocórnio". Podes comprar o pacote total com 2000 V-Bucks, a moeda do jogo.

Fortnite continua a ganhar popularidade no mundo gaming

Fortnite deadpool

Tenho de admitir que sou daqueles que prefere PUBG ao Fortnite, ainda assim, dei uma tentativa ao jogo e comecei a jogar nos últimos tempos. Não posso dizer que desgosto, mas é uma curva de aprendizagem consideravelmente grande para quem vem do PUBG.

Porém, é certamente por isso que o jogo é cada vez mais popular. Não é qualquer pessoa que consegue bons resultados no jogo e é garantidamente complexo combater alguém que sabe criar montanhas de construções num ápice. É um jogo que vale a pena experimentar e que é grátis para todas as plataformas.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.