Da Cyanogen até à Cyngn, das ROM's até aos veículos autónomos

Rui Bacelar
veículos autónomos Cyanogen Cyngn
Cyanogen muda de nome para Cyngn

Fundada em 2013 por Steve Kondik, e outros contribuidores da CyanogenMod, a Cyanogen Inc nasceu há mais de quatro ano com dois objectivos em mente. Providenciar apoio / suporte técnico à crescente comunidade da ROM CyanogenMod e continuar o desenvolvimento de novas ROM's e de todo um Cyanogen OS que seria fornecido às construtoras de dispositivos. Quem diria que agora, chamando-se Cyngn se dedicaria aos veículos autónomos.

Vê ainda: Começa o fim de semana com 35 Apps gratuitas na Google Play Store

O modelo de negócios parecia ter tudo para funcionar mas não tardou até que alguns erros crassos fossem cometidos. O primeiro desses erros foi a decisão de terminar a parceria com a OnePlus, na altura a única fabricante a trabalhar diretamente com a Cyanogen OS mas não se ficaram por aí e então CEO, Kirt McMaster continuaria a manchar a reputação da sua empresa.

Da Cyanogen até à Cyngn...

Afirmar que " a Cyanogen estava a por uma bala na cabeça da Google" ao trabalhar com a BLU para criar um smartphone Android sem os serviços da Google (smartphone esse que nunca chegou ao mercado). Entretanto a empresa continuou a desenvolver o Cyanogen OS é certo mas apenas para algumas empresas e maioritariamente para a Índia.

veículos autónomos Cyanogen Cyngn
O karma e as suas revelias...

Acelerando até julho de 2016, nesta altura a Cyanogen Inc já estaria a proceder a sérias re-estruturações no seu seio e a proceder a vários layoffs enquanto concentrava todos os seus esforços no desenvolvimento de Apps para Android. Rumor esse que posteriormente seria desmentido mas de pouco ou nada lhes valeria.

Futuro não inclui o Android (nem as ROM's) mas sim os veículos autónomos

Em outubro o CEO Kirt McMaster demitiu-se e os seus escritórios foram encerrados em novembro com todas as propriedades a serem alienadas em dezembro. Para o público isto sinalizou o fim evidente da empresa.

Em fevereiro de 2017 a empresa ressurgiria com o nome "Andrasta" e, entretanto, voltou a mudar de nome para Cyngn e afirma estar a trabalhar em máquinas autónomas, agora com o novo CEO, Lior Tal, que ocupou a posição de COO na antiga empresa até à demissão de McMaster.

De acordo com a Recode, a Cyngn terá recebido uma licença para testar veículos autónomos na California no mês passado e está a trabalhar em mecanismos de automação para escavadoras, camiões de carga e vários outros veículos de construção. E não, o Android ou as ROM's não fazem parte do futuro desta nova empresa.

Para mais informações sobre a esta marca e tudo o que é tecnologia falada em português segue a 4gnews. Acompanha-nos no Facebook, Instagram e claro, no YouTube onde terás também as nossas LiveCasts semanais.

E cá está, uma empresa que foi fundada para desenvolver ROM's para Android acaba no negócio dos veículos autónomos e na programação robótica.

Outros assuntos relevantes:

Samsung lança edição limitada Star Wars do robot aspirador POWERbot

Motorola – Evan Blass mostra-nos o novo Moto Snap Polaroid Insta-Share

Xiaomi Redmi 5, Redmi 5 Plus e Redmi 5A estão a caminho da Europa!

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.