CUIDADO: estas 49 Apps foram apanhadas com malware na Google Play Store

Filipe Alves
Comentar

Mais uma enorme quantidade de aplicações apanhadas com malware na Google Play Store. A Google já as retirou da loja de aplicações, contudo, atenção que as podes ter instalado e não se removem sozinhas. Ou seja, tens mesmo de ser tu a apagar as Apps do teu equipamento.

A descoberta foi feita pela TrandMicro. Estes especialistas estão constantemente a avisar a Google de Apps com problemas no código. Seja malware ou adware. Ou seja, a empresa está a fazer o trabalho que a Google devia de fazer antes de permitir publicar uma aplicação na sua loja. No total de 3 milhões de equipamentos foram infetados.

Todas as aplicações com malware que estavam na Google Play Store

Apps com malware na Google Play StoreO que fazia este malware

Assim que instalavas uma destas aplicações, a App criava um atalho no ecrã principal do Google Chrome, era assim que a aplicação se mascarava.

Google Play Store

Passado umas horas depois da instalação começava a abrir publicidade em tudo quanto é local. Os utilizadores não iriam ter muita noção daquilo que se estava a passar. Simplesmente viam pop-ups e o seu telemóvel reencaminhar para links que não tinham clicado.

Como ter a certeza que não tens este malware

Se foste um dos que instalou uma destas Apps no teu smartphone tens alguns procedimentos a cumprir para resolver o problema. Primeiramente acede a "definições" - "Aplicações" e apaga todas as Apps que não conheças ou algum destas se lá estiver.

Caso, mesmo depois disto, continuares com problemas só terás a solução de fazer um hard reset ao teu smartphone. Ou seja, repor o smartphone de origem. Contudo, confirma que primeiramente tens um backup das fotografias, contactos e outras informações para ti importantes.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.